ANÁLISE DE RESÍDUOS DE DICLOFENACO SÓDICO VETERINÁRIO EM LEITE POR ESPECTROSCOPIA NO INFRAVERMELHO PRÓXIMO

  • Leandro da Conceição LUIZ Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Maria José Valenzuela BELL Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Roney Alves da ROCHA Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Thiago de Oliveira MENDES Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Virgílio de Carvalho dos ANJOS Universidade Federal de Juiz de Fora

Resumo

Introdução: O leite é um dos alimentos mais consumidos no mundo, principalmente por crianças e idosos. Em 2007, a Polícia Federal realizou uma operação que apontou um gigantesco esquema de fraudes em leites comercializados no Brasil, constatou-se ainda que 1/3 do leite consumido no Brasil não passava por fiscalização. Muitas são as adulterações: adição de água, soda cáustica, cloreto de sódio, entre outros. No entanto, ainda há outro problema, o da contaminação por fármacos veterinários. Estes podem estar presentes em altas concentrações no leite caso este tenha sido ordenhado dentro do período de carência da vaca. O leite contaminado pode causar sérios dados à saúde do consumidor ou então causar prejuízos para a produção de seus derivados. Objetivo: Desenvolver uma técnica complementar para detectar a presença de resíduos de medicamentos veterinários em amostras de leites. Material e Métodos: Atualmente, com o desenvolvimento tecnológico há muitas técnicas de análise multielementar que permitem estudar os componentes químicos de determinadas amostras. O presente trabalho utiliza a técnica de Espectroscopia no Infravermelho Próximo por Transformada de Fourier FT-NIR e a Análise de Componentes Principais PCA para detectar a presença de resíduos do medicamento veterinário em leites. Para isto, simulou-se adulteração do leite com percentuais de (0,1; 0,5 e 10)% de fármaco no leite. Resultados: Crioscopia: 0,539 ºH com 0,18% de água; leite não ácido pelo teste do Alizarol; pH 6,71; Gordura: 3,25%; Proteína: 3,01%; Lactose: 4,55%; Sólidos: 10,80%. Resíduos do fármaco foram observados via derivada primeira de espectros de refletância, e análise de PCA em níveis inferiores a 1%. Conclusão: o sistema FT-NIR pôde detectar os resíduos dos fármacos estudados dentro dos percentuais simulados. DESCRITORES Leite. Fármaco. Diclofenaco. Espectroscopia de Luz Próxima ao Infravermelho.

Biografia do Autor

Leandro da Conceição LUIZ, Universidade Federal de Juiz de Fora
bacharel e licenciado em Física (IFADT/UERJ), mestre em ciências em Engenharia Nuclear (COPPE/UFRJ), atualmente é professor adjunto do curso de farmácia da Faculdade Bezerra de Araújo (FABA), doutorando em Física pelo Departamento de Física da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Juiz de Fora, MG, Brasil.
Publicado
2015-07-01
Como Citar
LUIZ, L. da C., BELL, M. J. V., ROCHA, R. A. da, MENDES, T. de O., & ANJOS, V. de C. dos. (2015). ANÁLISE DE RESÍDUOS DE DICLOFENACO SÓDICO VETERINÁRIO EM LEITE POR ESPECTROSCOPIA NO INFRAVERMELHO PRÓXIMO. Revista Brasileira De Ciências Da Saúde, 18(3), 219-224. Recuperado de https://periodicos.ufpb.br/index.php/rbcs/article/view/21303
Seção
Pesquisa