Contribuições dos Investimentos em Bolsas Stricto Sensu na Produção Acadêmica Brasileira

  • Khalil Gibran Martins Zeraik Abdalla Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PR
  • Alysson Bryan Citadin Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PR
  • Luiz Pinheiro Junior FGV
Palavras-chave: Geração de Conhecimento. Produções Acadêmicas. Fontes de Financiamento.

Resumo

A informação é um recurso determinante dentro das organizações, visto sua capacidade de gerar inovações e melhores práticas gerenciais. É possível verificar por meio disso que são necessários investimentos financeiros para geração de informação e conhecimentos que contribuam com as organizações e sociedade. Neste sentido, o objetivo deste artigo é analisar a relação entre o investimento da Coordenadoria de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) em bolsas acadêmicas stricto sensu com as publicações acadêmicas brasileiras, no período de 2000 a 2012. Para isso foi realizado um estudo exploratório e descritivo com análise estatística dos dados com as técnicas de regressão polinomial e dispersão utilizando base de dados secundários. Foi possível verificar evidências empíricas por meio dos coeficientes de determinações dos modelos estatísticos. Os resultados demostram que apesar dos dados da CAPES demonstrarem constante aumento no investimento em bolsas stricto sensu no Brasil no período de 2000 - 2012, não se verifica aumento proporcional da produção científica nacional no mesmo período. Bem como não contribuíram efetivamente para o aumento da representatividade do país no campo acadêmico perante a América Latina e ao Mundo. As considerações finais destacam os principais fatores identificados nas análises estatísticas que levam a tais conclusões. O estudo contribui para o campo teórico dos estudos que mensuram investimentos e inovação e também auxilia de forma aplicada aos gestores de recursos públicos. Sugerem-se estudos futuros observando outros indicadores além das bolsas de pesquisa ou analisar de modo qualitativo a essência das produções acadêmicas efetivadas por meio desse financiamento.

Publicado
2016-10-29
Como Citar
Abdalla, K. G. M. Z., Citadin, A. B., & Pinheiro Junior, L. (2016). Contribuições dos Investimentos em Bolsas Stricto Sensu na Produção Acadêmica Brasileira. Revista Evidenciação Contábil & Finanças, 4(3), 30-43. Recuperado de https://periodicos.ufpb.br/index.php/recfin/article/view/29107
Seção
Seção Nacional