Instituto Compliance no Brasil e a Eficácia na Mitigação ao Risco Corporativo

  • Hildegardo Pedro Araujo de Melo MINISTÉRIO PUBLICO DE PERNAMBUCO
  • Adilson Celestino De Lima UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO
Palavras-chave: Compliance no Brasil. Eficácia. Resposta. Riscos Corporativos.

Resumo

Objetivo: Investigar a relação entre as práticas de compliance e sua eficácia na resposta aos riscos corporativos no Brasil.Fundamento: Neste trabalho, a discussão partiu da análise do comportamento dos profissionais de organizações brasileiras, quanto à capacidade organizacional de resposta a fraudes e riscos regulatórios sob o prisma da orientação COSO ERM (2007), considerando a probabilidade e o impacto da ocorrência do evento.Método: Baseado no pressuposto de que compliance representa um fator preponderante na redução aos riscos, foram aplicados testes para medir a capacidade de resposta a eventos de fraudes e regulatórios diante de uma cultura de compliance disseminada, através de uma amostra composta por dois grupos distintos de profissionais, como forma de ampliar o potencial explicativo do estudo e possibilitar a possível influência da característica desta amostra na capacidade de resposta aos riscos.Resultados: Foram encontradas diferenças significativas para estrutura de compliance entre os grupos da amostra, porém não existiram diferenças estatísticas em relação à capacidade de resposta ao risco. Nos resultados da distribuição dos dados por grupo amostral, o comportamento da amostra está aquém do esperado, quando relacionados à característica da população a frequência da suscetibilidade de ocorrência dos riscos.

Biografia do Autor

Hildegardo Pedro Araujo de Melo, MINISTÉRIO PUBLICO DE PERNAMBUCO
Possui mestrado em Controladoria pela UFRPE. Especialista em Contabilidade e Controladoria e Bacharel em Ciências Contábeis. Atua como Analita em Contabilidade Forense no Ministério Público do Estado de Pernambuco desde 2008.
Adilson Celestino De Lima, UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO
Possui doutorado em Administração pela Universidade Federal de Pernambuco, com linha de pesquisa em Finanças (2008). Mestrado em Administração com linha de concentração em Finanças das Empresas pela Universidade Federal da Paraíba (1999), especialização em Administração Financeira pela Universidade de Pernambuco (1992) e graduação em Ciências Contábeis pela Universidade Católica de Pernambuco (1989). Atualmente é professor adjunto da Universidade Federal Rural de Pernambuco. Possui mais de 25 anos de experiência das áreas de Controladoria e Finanças. Áreas de pesquisa incluem as linhas de Valuation, Finanças Corporativas e Mercado de Capitais, bem como a Controladoria Empresarial
Publicado
2019-09-02
Seção
Seção Nacional