Relação entre os Investimentos em Atividades Exploratórias e a Descoberta de Novas Reservas de Petróleo: um Estudo com as Empresas da NYSE

  • Ronan Reis Marçal Universidade Federal de Santa Catarina
  • Michel de Matos Tosta Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Gilberto Santiago Silva Santos Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Odilanei Morais dos Santos Universidade Federal do Rio de Janeiro
Palavras-chave: Relevância da Informação Contábil, Value Relevance, Atividades Exploratórias, Reservas de Petróleo.

Resumo

Objetivo: Este estudo buscou verificar a influência dos investimentos em atividades exploratórias nas descobertas de novas reservas das empresas da indústria petrolífera.

Fundamento: Diante da queda do preço do barril de petróleo desde 2014, a indústria petrolífera precisou se reinventar estrategicamente. As empresas passaram a priorizar os investimentos com retorno a curto prazo e as atividades exploratórias foram preteridas. Contudo, essas atividades são fundamentais na descoberta de novas reservas de petróleo – o ativo responsável pela longevidade das atividades operacionais.

Método: Foram utilizados procedimentos metodológicos quantitativos, valendo-se de análises de regressões MQO e regressões quantílicas. Foi considerado um nível de 99% de confiança no teste de hipóteses para uma amostra composta pelas empresas listadas na NYSE dentro do segmento Oil & Gas entre 1989 e 2016.

Resultados: Sugere-se que os investimentos realizados nas atividades exploratórias conseguem explicar aproximadamente 39% das reservas de petróleo encontradas. Diante da estimação quantílica foi possível verificar que quanto maior for a reserva encontrada, maior é o poder de explicação dos gastos exploratórios, indicando uma possível vantagem das grandes corporações na busca por grandes reservas dado que dispõem de mais recursos para investir.

Contribuições: Os achados da pesquisa denotam a importância da divulgação dos investimentos feitos em atividades exploratórias perante as empresas petrolíferas aos usuários externos, dado que tais gastos apresentaram relação positiva com a descoberta de novas reservas, um ativo substancial para as referidas empresas.

Publicado
2019-05-24
Como Citar
Marçal, R. R., Tosta, M. de M., Santos, G. S. S., & dos Santos, O. M. (2019). Relação entre os Investimentos em Atividades Exploratórias e a Descoberta de Novas Reservas de Petróleo: um Estudo com as Empresas da NYSE. Revista Evidenciação Contábil & Finanças, 7(2), 102-117. https://doi.org/10.22478/ufpb.2318-1001.2019v7n2.43498
Seção
Seção Nacional