SITUAÇÃO DE QUASI-UBERIZAÇÃO DOS DOCENTES PAULISTAS?

  • Selma Venco

Resumo

O propósito deste artigo é analisar as formas de contratação de professores praticadas no governo do estado de São Paulo. O texto apoia-se na realização de pesquisa documental e qualitativa, esta última por meio de entrevistas semiestruturadas junto aos professores licenciados na referida rede. A nova vaga da uberização do trabalho expressa a ausência de: contrato, jornada, rendimentos assegurados e direitos a ele vinculados, e, nesse sentido, debatem-se as medidas do poder público próximas às oriundas das empresas inscritas na gig economy. Constata-se que esses profissionais, aqui denominados “sem-sem”, vivenciam uma situação de quasi-uberização, posto que contam com alguns poucos direitos vinculados ao trabalho.

Publicado
2018-08-01
Seção
Dossiê: Trabalho no Brasil e na França.