Qualidade de ovos orgânicos produzidos no município de Seropédica-RJ

  • Marina Jorge de Lemos
  • Lígia Fátima Lima Calixto
  • Cristina Kimie Togashi
  • Sérgio Muniz de Oliveira
  • Thiers Pascoal Pinho
  • Ana Lúcia Puerro de Melo
  • Maria Ivone Martins Jacintho Barbosa

Resumo

Ovos orgânicos produzidos em três propriedades do município de Seropédica- RJ foram analisados objetivando avaliação da qualidade interna e externa. As variáveis analisadas foram: peso do ovo, unidade Haugh, pH da gema e albúmen, índice, porcentagem e pigmentação da gema e espessura da casca. A análise estatística se baseou em uma análise descritiva, com cálculo da frequência de cada não conformidade, por meio de média simples. Dos 144 ovos orgânicos analisados, 88 (61,11%) foram classificados dentro da faixa de peso médio (50 e 54 gramas). A unidade Haugh variou com 96 ovos (66,67%) com valores acima de 72 e 48 ovos (33,33%) entre 60 e 72 UH. Em relação ao índice de gema, 128 ovos (88,89%) apresentaram valores entre 0,35 e 0,50 e 16 ovos (11,11%) abaixo de 0,30. A pigmentação da gema variou, de forma que 118 ovos (81,94%) demonstraram valores entre 7 e 10, 22 ovos (15,28%) acima de 10 e 4 ovos (2,78%) abaixo de 7. O pH da gema se diferenciou do pH do albúmen com 76,39% (110 ovos) apresentando faixas de pH variando de 6,0 a 6,2 e 34 ovos (23,61%) acima de 6,2. O pH do albúmen foi representado por 112 ovos (77,78%) com valores variando de 7,8 a 7,9 e 32 ovos (22,22%) acima de 7,9. A análise de espessura da casca evidenciou 116 ovos (80,55%) com valores abaixo de 0,33 mm. Os ovos orgânicos produzidos no município de Seropédica apresentaram boa pigmentação da gema, boa qualidade interna, porém baixa qualidade da casca.
Publicado
2015-03-19
Seção
Artigo Científico