Crescimento, produção e características tecnológicas da fibra de algodão colorido em diferentes coberturas no solo

  • Alian Cássio Pereira Cavalcante Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal da Paraíba
  • Belísia Lúcia Moreira Toscano Diniz Centro de Ciências Humanas, Sociais e Agrárias da Universidade Federal da Paraíba
  • Adailza Guilherme da Silva Centro de Ciências Humanas, Sociais e Agrárias da Universidade Federal da Paraíba
  • Manoel Alexandre Diniz Neto Centro de Ciências Humanas, Sociais e Agrárias da Universidade Federal da Paraíba
  • Daivyd Silva de Oliveira Centro de Ciências Humanas, Sociais e Agrárias da Universidade Federal da Paraíba
  • Aliane Pereira Cavalcante Centro de Ciências Humanas, Sociais e Agrárias da Universidade Federal da Paraíba

Resumo

O algodoeiro herbáceo é uma oleaginosa de grande importância socioeconômica pelo destaque na produção de fibra têxtil, adaptada principalmente às regiões de climas tropicais. O objetivo do trabalho foi avaliar o crescimento, produção e características tecnológicas da fibra de duas cultivares de algodão colorido, em diferentes coberturas vegetais no solo. O experimento foi realizado no período de janeiro a junho de 2012. O delineamento experimental foi de blocos casualizados, com quatro repetições, em esquema fatorial 2 x 3, sendo duas cultivares de algodão colorido (BRS 187 8H e BRS Topázio), com três manejos do solo: cobertura com biomassa de folhas de mamona, folhas de bananeiras e sem cobertura. Foi avaliada altura de plantas, diâmetro caulinar, produtividade em grãos, produtividade de pluma, rendimento de óleo e as características tecnológicas da fibra. As variáveis de crescimento e qualidade da fibra não foram significativas ao teste de “F” a ao nível de 5% de probabilidade, porém os tratamentos com cobertura proporcionaram melhores resultados de produtividade de grãos, pluma e rendimento de óleo do algodoeiro. A utilização de cobertura com folhas de mamoneira e folhas de bananeira não influencia no crescimento e nas características tecnológicas da fibra do algodoeiro herbáceo colorido (BRS 187 8H e BRS Topázio), entretanto proporciona eficiência na produtividade de grãos, produtividade plumas e rendimento do óleo das duas variedades de algodoeiro.

Biografia do Autor

Alian Cássio Pereira Cavalcante, Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal da Paraíba
Mestrando no Programa de Pós-Graduação em Agronomia
Belísia Lúcia Moreira Toscano Diniz, Centro de Ciências Humanas, Sociais e Agrárias da Universidade Federal da Paraíba
Professora do Departamento de Agricultura da Universidade Federal da Paraíba
Adailza Guilherme da Silva, Centro de Ciências Humanas, Sociais e Agrárias da Universidade Federal da Paraíba
Bacharelanda em Agroecologia
Manoel Alexandre Diniz Neto, Centro de Ciências Humanas, Sociais e Agrárias da Universidade Federal da Paraíba
Professor do Departamento de Agricultura da Universidade Federal da Paraíba
Daivyd Silva de Oliveira, Centro de Ciências Humanas, Sociais e Agrárias da Universidade Federal da Paraíba
Licenciando em Ciências Agrárias
Aliane Pereira Cavalcante, Centro de Ciências Humanas, Sociais e Agrárias da Universidade Federal da Paraíba
Bacharelanda em Agroecologia
Publicado
2015-10-24
Seção
Artigo Científico