Qualidade fisiológica de sementes de catanduva sob infestação de <i>Callosobruchus maculatus</i> (Coleoptera: Bruchidae)

  • Luiz Augusto da Silva Correia
  • Josenilda Aprigio Dantas de Medeiros
  • Amanda Brito da Silva
  • Cibele dos Santos Ferrari
  • Mauro Vasconcelos Pacheco Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN

Resumo

Sementes pertencentes às espécies da família Fabaceae possuem uma elevada taxa de predação por insetos, principalmente os da família Bruchidae. O presente experimento teve por objetivo avaliar os efeitos da predação de Callosobruchus maculatus sobre a germinação e o vigor de sementes de Pityrocarpa moniliformis. O experimento foi constituído por três tratamentos: controle (sementes intactas), sementes escarificadas e sementes predadas. A qualidade fisiológica das sementes foi avaliada por meio das seguintes variáveis: germinação, índice de velocidade da germinação e comprimento de plântulas. O delineamento utilizado foi inteiramente casualizado, com quatro repetições de 50 sementes cada. O tratamento com sementes infestadas proporcionou menor percentual de germinação (5,5%), enquanto as escarificadas (62,5%) demonstraram maior potencial fisiológico. A infestação de sementes de P. moniliformis por C. maculatos aumenta a mortalidade das sementes. Os danos causados por C. maculatos afeta negativamente a germinação e o vigor de sementes de P. moniliformis.

Biografia do Autor

Mauro Vasconcelos Pacheco, Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN
Prof. do curso de graduação em Engenharia Florestal e do Programa de Pós-Graduação em Ciências Florestais
Publicado
2017-07-27
Seção
Agronomia