Biometria de frutos e qualidade fisiológica de sementes de Sesamum indicum oriundas de plantas adubadas com esterco bovino

  • Ronimeire Torres da Silva Universidade Federal da Paraíba - UFPB
  • Maria de Fátima de Queiroz Lopes Universidade Federal da Paraíba -UFPB
  • Francisco Hélio Alves de Andrade Universidade Federal de Lavras - UFLA
  • Antonio Caubí Marcolino Torres Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN
  • Miguel Avelino Barbosa Neto Universidade Federal da Paraíba -UFPB
  • Rodrigo Garcia Silva Nascimento Universidade Federal da Paraíba - UFPB

Resumo

O gergelim está entre as dez principais oleaginosas produzidas no mundo. Para uma alta produtividade torna-se necessário o uso de sementes com elevada qualidade fisiológica. Plantas nutridas geralmente produzem sementes vigorosas. Objetivou-se com esta pesquisa avaliar a biometria dos frutos e a qualidade fisiológica de sementes de gergelim de plantas adubadas com esterco bovino. O experimento para produção das sementes foi realizado no setor de Agricultura da Universidade Federal do Ceará (UFC), Fortaleza-CE, em blocos ao acaso. As plantas foram adubadas com quatro doses de esterco bovino (0, 20, 40 e 60 t ha-1). Após a colheita foi aferida a biometria dos frutos, o potencial de germinação e o vigor das sementes. O aumento nas doses de esterco bovino proporcionou frutos maiores. A germinação, primeira contagem de germinação e o índice de velocidade de geminação apresentou incremento quando as sementes foram provenientes de plantas adubadas. As sementes de plantas adubadas com esterco bovino originaram plântulas mais vigorosas, apresentando comprimento e massa seca com valores superiores quando comparadas com as plantas que não foram adubadas.
Publicado
2018-12-20
Seção
Agronomia