Relações dimensionais em árvores de Olea europaea

Resumo

A oliveira é conhecida pela sua produção de azeite e azeitonas de mesa, nativa do Mediterrâneo a espécie propagou-se por todo o mundo. No Brasil, os estados de Minas Gerais e Rio Grande do Sul são os maiores produtores, porém a área cultivada ainda é insuficiente para atingir o consumo do país. A fim de reduzir os custos com importação é fundamental desenvolver pesquisas que auxiliem no estabelecimento da cultura no país. Desta forma, o presente estudo teve por objetivo avaliar e modelar relações dimensionais de oliveira em Formigueiro, Rio Grande do Sul. Foram mensuradas variáveis dendrométricas e de dimensão de copa, sendo essas avaliadas por meio de estatística descritiva, análise de correlação de Pearson e ajuste de modelos de regressão. Os resultados indicaram correlação significativa entre as variáveis: diâmetro de bifurcação, altura de bifurcação, altura total, diâmetro de copa, proporção de copa, relação altura/diâmetro, número de galhos e número de ramificações com o diâmetro medido a 0,3 metros do nível do solo. As equações de regressão para as variáveis de diâmetro de bifurcação, altura total, diâmetro de copa, proporção de copa, relação altura/diâmetro apresentaram bom ajuste e precisão. A modelagem de regressão das características dimensionais de oliveira contribuem com as atividades silviculturais a serem conduzidas nos pomares.

Publicado
2019-12-18
Seção
Agronomia