Desempenho do feijão-caupi a densidades de plantas na região Norte da Bahia

Resumo

A densidade de plantas é um dos fatores de produção que contribuem para a ótima produtividade e qualidade de grãos. Neste sentido, com o estudo objetivou avaliar a resposta de feijão-caupi a densidades populacionais na região Norte da Bahia. O experimento foi conduzido no período de abril a junho de 2018, na área experimental do Departamento de Tecnologia e Ciências Sociais da UNEB, Juazeiro, BA. Utilizou-se o delineamento casualizado em blocos no esquema de parcelas subdivididas, sendo as parcelas constituídas por duas cultivares de feijão-caupi (BRS Acauã e BRS Tapaihum) e as subparcelas, cinco espaçamentos, resultando em cinco densidades de plantio: 66.66780.000; 100.000; 133.333 e 200.000 plantas ha-1, dez repetições. As variáveis analisadas foram: altura da planta, número de vagens por planta, peso de 10 vagens, comprimento de vagem, peso de 100 grãos e rendimento de grãos. Não foi observado efeito significativo de interação entre cultivar e densidades de plantas de feijão-caupi para nenhuma das variáveis analisadas. O aumento da densidade de 66.667 para 200.000 mil plantas ha-1 resultou em acréscimo de 23% na altura média das plantas, redução de 64% no número de vagens por planta e aumento de aproximadamente 117% no rendimento de grãos. Recomenda-se a densidade de 200.000 plantas ha-1 para incrementos na produtividade de grãos de feijão-caupi na região Norte da Bahia.

Publicado
2019-12-18
Seção
Agronomia