REFORMA PREVIDENCIÁRIA E SINDICALISMO: experiências internacionais e lições nacionais

Autores

  • Sidartha Soria
  • Darcilene Claudio Gomes Fundação Joaquim Nabuco

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1517-5901.2018v1n49.34579

Resumo

O artigo tem como objetivo apresentar casos de reforma previdenciária efetuados em alguns países e as posturas assumidas pelo movimento sindical, discutindo de que modo a relação entre reforma e sindicalismo se apresenta no Brasil. O último quartil do século XX viu a ressurreição do ideário liberalizante na condução de processos de reforma institucionais e legais. Em seu caminho, estavam diferentes sistemas estatais de seguridade social. Neste sentido, a ocorrência de reformas previdenciárias é parte do movimento geral de crítica neoliberal do Estado de Bem-Estar Social. Esta mesma conjuntura adversa atinge a classe trabalhadora, na forma de crises econômicas que elevam os níveis de desemprego e de precarização do trabalho, correndo assim as bases sobre as quais se estruturam os sindicatos, que entram em um período de crise. Assim, serão analisadas as experiências de reforma na Suécia, França e Estados Unidos, e, por fim, o caso brasileiro. Conclui-se que a participação do movimento sindical, bem como os valores e referências componentes de seu ideário político-ideológico, são fatores influentes no tocante ao encaminhamento de processos de reforma.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sidartha Soria

Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Uberlândia (2003), mestrado em Ciências Sociais pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2005) e doutorado em Sociologia pela Universidade Estadual de Campinas (2011). Professor adjunto da Universidade Federal de Pernambuco, membro do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (UFU). Tem experiência nas áreas de Sociologia e Ciência Política, atuando nos seguintes temas: mercado de trabalho, condições e relações de trabalho no setor público, sindicalismo; Estado de Bem-Estar Social e políticas sociais; Estado e desenvolvimento.

Darcilene Claudio Gomes, Fundação Joaquim Nabuco

DARCILENE GOMES É ECONOMISTA GRADUADA PELA UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA (1996) E CONCLUIU O DOUTORADO EM ECONOMIA APLICADA NA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS (2009). ATUALMENTE É PESQUISADORA DA FUNDAÇÃO JOAQUIM NABUCO. TEM EXPERIÊNCIA NA AREA DE ECONOMIA, COM ÊNFASE EM ECONOMIA DO TRABALHO, ATUANDO PRINCIPALMENTE NOS SEGUINTES TEMAS: DESENVOLVIMENTO, MERCADO DE TRABALHO, INDICADORES SOCIAIS E POLÍTICAS SOCIAIS.

Downloads

Publicado

2019-03-18

Como Citar

Soria, S., & Gomes, D. C. (2019). REFORMA PREVIDENCIÁRIA E SINDICALISMO: experiências internacionais e lições nacionais. REVISTA DE CIÊNCIAS SOCIAIS - POLÍTICA &Amp; TRABALHO, 1(49), 151–169. https://doi.org/10.22478/ufpb.1517-5901.2018v1n49.34579