VIVÊNCIAS E NARRATIVAS DE TRABALHADORAS DOMÉSTICAS DIARISTAS

Autores

  • Ítala Lopes Cardoso
  • Sílvia Maria Ferreira Guimarães

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1517-5901.2018v1n49.35232

Resumo

No contexto atual do mercado de trabalho, persiste a informalidade, condição em que se encontram as diaristas, trabalhadoras domésticas sem vínculo formal, foco deste estudo, que tem como objetivo a análise das representações e percepções sobre a informalidade do contrato de trabalho e dos riscos à saúde de trabalhadoras domésticas diaristas. Este trabalho está baseado nas histórias de vida de quatro trabalhadoras, residentes nas cidades do entorno do Distrito Federal, em municípios localizados no estado de Goiás, Brasil, que atuam como diaristas, realizando trabalhos domésticos em Brasília, Distrito Federal. As narrativas dessas mulheres apresentaram temas relativos às “trajetórias ocupacionais”, “práticas cotidianas na faxina” e “percepções de saúde”. Essas histórias de vida revelam contextos de exclusão social, marcados pela violência de gênero, racismo e violência nas relações trabalhistas, ao mesmo tempo em que apresentam estratégias de subversão dessas práticas por essas mulheres.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ítala Lopes Cardoso

Possui graduação em Saúde Coletiva pela Universidade de Brasília (2012), especialização em Direito Sanitário pela Fundação Oswaldo Cruz (2015) e mestrado em Ciências e Tecnologias em Saúde pela Universidade de Brasília (2017).

Sílvia Maria Ferreira Guimarães

Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade de Brasília (1998), mestrado em Antropologia pela Universidade de Brasília (2001) e doutorado em Antropologia pela Universidade de Brasília (2005). Atualmente, é professora da UnB no Departamento de Antropologia e no Programa de Pós-Graduação em Ciências e Tecnologias em Saúde e no Mestrado em Sustentabilidade junto a Povos e Terras Tradicionais.

Downloads

Publicado

2019-03-18

Como Citar

Cardoso, Ítala L., & Guimarães, S. M. F. (2019). VIVÊNCIAS E NARRATIVAS DE TRABALHADORAS DOMÉSTICAS DIARISTAS. REVISTA DE CIÊNCIAS SOCIAIS - POLÍTICA &Amp; TRABALHO, 1(49), 205–226. https://doi.org/10.22478/ufpb.1517-5901.2018v1n49.35232