Universidades públicas, sistema de cotas para os estudantes negros e disputas acadêmico-políticas no Brasil contemporâneo

Autores

  • Sales Augusto dos Santos

Resumo

Neste artigo constata-se que há uma forte correlação entre estudar em universidades públicas e ocupar espaços de prestígio, poder e mando na sociedade brasileira. Busca-se sustentar a hipótese de que a política de cotas para estudantes negros extrapola o seu objetivo imediato: a inclusão desses estudantes no ensino público superior. Ela tem um potencial transformador para além da sua função manifesta ao demonstrar para a sociedade brasileira que é possível redistribuir políticas públicas de boa qualidade e, adicionalmente, questionar a ideologia racial brasileira. E mais, possibilita se aspirar a mudanças na composição das elites dirigentes brasileiras.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-12-10

Como Citar

dos Santos, S. A. (2010). Universidades públicas, sistema de cotas para os estudantes negros e disputas acadêmico-políticas no Brasil contemporâneo. REVISTA DE CIÊNCIAS SOCIAIS - POLÍTICA &Amp; TRABALHO, 33. Recuperado de https://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/politicaetrabalho/article/view/9033

Edição

Seção

nº 33 - DOSSIÊ AÇÕES AFIRMATIVAS