'Lutemos, mas só pelo direito ao nosso estranho amor': Foucault e as possibilidades de subversão no amor

Autores

  • Marcela Zamboni

Resumo

O objetivo deste trabalho é apresentar uma discussão do conceito de confiança nas relações amorosas, dentro de uma perspectiva sociológica, partindo-se das contribuições de Michel Foucault. Para tanto, esse texto será dividido em duas seções: a primeira (I) versará sobre as formas de viver e a sexualidade no mundo antigo para que se possa compreender as ligações e refutações efetuadas pelo autor entre a antiguidade greco-romana e a modernidade. A segunda (II) seção será destinada ao estudo da sexualidade moderna estando subdividida entre: II.a) os campos de saber e os tipos de normatividade sexual moderna e II.b) a sexualidade e as formas de subjetividade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-12-10

Como Citar

Zamboni, M. (2010). ’Lutemos, mas só pelo direito ao nosso estranho amor’: Foucault e as possibilidades de subversão no amor. REVISTA DE CIÊNCIAS SOCIAIS - POLÍTICA &Amp; TRABALHO, 33. Recuperado de https://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/politicaetrabalho/article/view/9041