Quo Vadis, Europa?

Autores

  • António José Avelãs Nunes Universidade de Coimbra

Palavras-chave:

crise do Euro, Europa do capital, conflomerados financeiros, crimes sitémicos.

Resumo

A chamada ‘crise do euro’ afeta as Instituições comunitárias europeias, pondo em xeque o processo democrático da União Europeia. As decisões são tomadas no âmbito das relações intergovernamentais, sob as ordens da Alemanha; na verdade, quem governa a Europa são os mercados e os grandes conglomerados financeiros, à luz da classificação de riscos das agências de rating americanas. Essa Europa do capital é dominada por baqueiros, especuladores, pelos donos do Goldman Sachs e pelos senhores da Comissão Trilateral, com a colaboração da burocracia de Bruxelas e dos governos da generalidade dos Estados-membros. Texto crítico, no qual o autor denuncia, com genuína e coerente insatisfação, os conglomerados financeiros como as verdadeiras holdings do crime sistêmico do momento atual do capitalismo europeu.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

António José Avelãs Nunes, Universidade de Coimbra

António José Avelãs Nunes. Professor doutor catedrático da Universidade de Coimbra.

Downloads

Publicado

2014-12-06

Como Citar

NUNES, A. J. A. Quo Vadis, Europa?. Prim Facie, [S. l.], v. 13, n. 25, p. 01–88, 2014. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/primafacie/article/view/26653. Acesso em: 21 maio. 2024.