Poucas candidatas e pouquíssimas eleitas: Reflexões sobre a participação de mulheres nas eleições para o legislativo municipal

Autores

  • Tamiris Possamai Instituto Federal Catarinense

Resumo

O artigo versou sobre a participação de mulheres nas disputas eleitorais, no âmbito municipal, com destaque às eleições brasileiras de 2020. Realizou pesquisa bibliográfica e documental e apresentou dados da realidade, a partir de uma abordagem que conjuga aspectos quantitativos e qualitativos para, conforme o objetivo central, refletir sobre o tema que se insere no campo dos direitos humanos, estudos de gênero e política, circunscrevendo as candidaturas de mulheres. A sub-representação de mulheres nas câmaras legislativas municipais é uma marca que, produzida socialmente, revela apenas uma das expressões da desigualdade de gênero que reside nos espaços da política institucional. Após análise dos dados e apresentação dos aspectos que podem ser entendidos como avanços ou como desafios que persistem nos espaços políticos e de poder institucional, à guisa de conclusões, o estudo sinaliza que ampliar a ocupação de mulheres nas casas legislativas pode ser estratégico, como meio e não como fim, para que se potencialize lutas concretas e se avance na construção de um novo tipo de sociedade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-07-21

Edição

Seção

Dossiê Política, Democracia e Contestação