UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA PEDIÁTRICA: EXPECTATIVAS E SENTIMENTOS DOS PAIS DA CRIANÇA GRAVEMENTE ENFERMA

  • Carina Oliveira PÊGO Graduada em Enfermagem pela Faculdade Interamericana de Porto Velho-UNIRON, Porto Velho, Rondônia, Brasil.
  • Marcela Milrea Araújo BARROS Faculdade Interamericana de Porto Velho-RO UNIRON

Resumo

Objetivo: Compreender as expectativas e os sentimentos dos pais durante a internação do filho gravemente enfermo na Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica. Materiais e métodos: O estudo consiste de uma pesquisa de abordagem qualitativa com enfoque fenomenológico. As informações foram coletadas por meio de entrevista semiestruturada no período de março a abril de 2014 e foram analisadas pelo método análise de conteúdo. Participaram desse estudo 10 genitores de um hospital público no Município de Porto Velho-RO. Resultados: Os resultados apontam que os membros familiares são a base para o enfrentamento da doença para os pais que estão com seu filho internado. Os fatores religiosidade e espiritualidade também se compõem como suporte, a fé e a esperança ajudam a aliviar a dor e o sofrimento além de ser motivo de expectativas em relação à cura. Conclusão: Os sentimentos descritos pelos pais são de desespero, de impotência, de dor, medo, angústia, de muitas dúvidas quanto ao diagnóstico e prognóstico, incapacitando-os no desenvolvimento de suas atividades diárias. Ao mesmo tempo em que os genitores associam a UTI com a doença grave e a morte, suas expectativas se alicerçam na consciência de que esta unidade também é o local de recuperação e reencontro com a vida, com demonstração de confiança em quem cuida do seu filho. DESCRITORES Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica. Pais. Criança.

Biografia do Autor

Carina Oliveira PÊGO, Graduada em Enfermagem pela Faculdade Interamericana de Porto Velho-UNIRON, Porto Velho, Rondônia, Brasil.
Mestre. Docente do Curso de Enfermagem. Faculdade Interamericana de Porto Velho-UNIRON. Porto Velho, Rondônia, Brasil.
Marcela Milrea Araújo BARROS, Faculdade Interamericana de Porto Velho-RO UNIRON
Enfermagem, Mestrado pela Universidade Federal de Rondônia. Coordenação dos TCC da UNIRON
Publicado
2016-11-23
Como Citar
PÊGO, C. O., & BARROS, M. M. A. (2016). UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA PEDIÁTRICA: EXPECTATIVAS E SENTIMENTOS DOS PAIS DA CRIANÇA GRAVEMENTE ENFERMA. Revista Brasileira De Ciências Da Saúde, 21(1), 11-20. https://doi.org/10.22478/ufpb.2317-6032.2017v21n1.23827
Seção
Pesquisa