[ID 32781] PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DE PACIENTES NOTIFICADOS COM HANSENÍASE, EM UMA CIDADE DO NORTE DE MINAS NO PERÍODO DE 2009-2013

  • Eugênia Maria Mendes de Aquino Graduada em Farmácia pelas Faculdades Unidas do Norte de Minas – FUNORTE. Montes Claros, Minas Gerais, Brasil.
  • Cleyrianne Alves de Souza Graduada em Farmácia pelas Faculdades Unidas do Norte de Minas – FUNORTE. Montes Claros, Minas Gerais, Brasil.
  • Lorena Aguilar Xavier Graduanda do curso Médico da Universidade Estadual de Montes Claros - Unimontes. Montes Claros, Minas Gerais, Brasil.
  • Marina Ramos Costa Graduanda do Curso Médico da Universidade Federal do Rio de Janeiro – UNIRIO. Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil.
  • Jacqueline Teixeira Teles Gonçalves Mestre em Ciências da Saúde pela Universidade Estadual de Montes Claros - Unimontes. Docente das Faculdades Integradas Pitágoras - FIPMOC, Faculdades Unidas do Norte de Minas – FUNORTE. Montes Claros, Minas Gerais, Brasil.
  • Karina Andrade de Prince Doutora em Biociências e biotecnologia aplicadas à farmácia pela Faculdade de Ciências Farmacêuticas UNESP – Araraquara (SP). Docente das Faculdades Integradas Pitágoras – FIPMOC. Montes Claros, Minas Gerais, Brasil.
  • Laércio Fonseca Costa Docente das Faculdades Integradas Pitágoras – FIPMOC e Faculdades Unidas do Norte de Minas – FUNORTE. Médico do Hospital Universitário Clemente de Faria. Montes Claros, Minas Gerais, Brasil.
  • Luçandra Ramos Espírito Santo Doutoranda em Ciências da Saúde pela Universidade Estadual de Montes Claros - Unimontes. Docente das Faculdades Integradas Pitágoras - FIPMOC, Faculdades Unidas do Norte de Minas - FUNORTE e Universidade Estadual de Montes Claros – UNIMONTES do Departamento de Saúde Mental e Coletiva. Montes Claros, Minas Gerais, Brasil.

Resumo

Objetivo: Descrever o perfil epidemiológico dos pacientes notificados com hanseníase no município de Montes Claros, no período de 2009-2013, disponibilizados no Sistema de Informação de Agravos e Notificação-SINAN. Metodologia: Este foi um estudo epidemiológico observacional retrospectivo, que envolveu uma amostra de 225 casos confirmados de hanseníase. Critério de inclusão correspondeu aos hansenianos diagnosticados, residentes em Montes Claros e notificados no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN). Resultados: As variáveis do estudo foram divididas em sete categorias de análise: ano; sexo; faixa etária mais acometida; classificação operacional; forma clínica; avaliação do grau de incapacidade física no diagnóstico e esquema terapêutico. Foram realizadas análises descritivas dos dados, em que verificou-se os seguintes dados: No período de 2009-2013 foram notificados 225 novos casos de hanseníase, sendo o ano de 2009 o de maior índice de infecção chegando a 73 casos que corresponde 32,44% destes; acomete principalmente homens(56%). A faixa etária prevalente foi 20 a 39 anos e 40 a 59 anos. O grau zero de incapacidade foi o mais encontrado (76%). A forma clínica prevalente foi a dimorfa (44,89%), a classe operacional foi a multibacilar (87,11%), com poliquimioterapiamultibacilar (85,78%). Conclusão: Após a análise dos dados estudados chegamos a conclusão que o número de casos de hanseníase diagnosticados em Montes Claros-MG apresenta redução de números de casos. A forma multibacilar ainda é predominante, por mais que o número de casos de hanseníase reduziu ainda é preocupante. Descritores: Hanseníase. Mycobacterium leprae. Epidemiologia, Notificação de doenças.
Publicado
2019-07-05
Como Citar
Mendes de Aquino, E. M., Alves de Souza, C., Aguilar Xavier, L., Ramos Costa, M., Teixeira Teles Gonçalves, J., Andrade de Prince, K., Fonseca Costa, L., & Ramos Espírito Santo, L. (2019). [ID 32781] PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DE PACIENTES NOTIFICADOS COM HANSENÍASE, EM UMA CIDADE DO NORTE DE MINAS NO PERÍODO DE 2009-2013. Revista Brasileira De Ciências Da Saúde, 23(2). https://doi.org/10.22478/ufpb.2317-6032.2019v23n2.32781
Seção
Pesquisa