Discursos sobre biblioteca no Programa Ciência sem Fronteiras

  • Regina Oliveira de Almeida Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO)

Resumo

Tem por objetivo apresentar os resultados do uso de bibliotecas pelos graduandos da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, no período de 2012-2014, no Programa Ciência sem Fronteira. Foi utilizado um questionário on-line através do recurso de formulários do Google Drive, e realizada uma análise qualiquantitativa dos resultados estatísticos. Apesar do uso dos recursos oferecidos pelas bibliotecas ter sido avaliado como importante pela maioria dos participantes, esta vivência não é registrada nos relatórios entregues ao final dos estágios para as instituições brasileiras, o que justifica a importância de investigar o que foi experimentado e que possa servir de subsídios para implementar as ações de letramento informacional nas bibliotecas universitárias brasileiras.

Biografia do Autor

Regina Oliveira de Almeida, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO)
Bibliotecária-documentalista da UNIRIO. Mestre e Doutora em Educação.

Referências

ALMEIDA, R. O. de. Bibliotecários universitários: da guarda de livros ao letramento informacional. 2015. 199 f. Tese (Doutorado em Educação), Universidade Estácio de Sá, Rio de Janeiro, 2015.

BACH, S. M. S.; ESTEVAO, J. S. B. Proposta de um modelo para formação de discentes em pesquisas científicas. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE BIBLIOTECONOMIA, DOCUMENTAÇÃO E CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 25, 2013. Anais... Florianópolis: FEBAB, 2013. Disponível em: <http://portal.febab.org.br/anais/article/view/1552/1553>. Acesso em: 25 ago. 2014.

BARRETO, R. G. Discursos, tecnologias, educação. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2009.

BRASIL. Decreto N. 6.096, de 24 de abril de 2007. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2007/Decreto/D6096.htm>. Acesso em: 02 jun. 2015.

BRASIL. Ministério da Educação. Diretrizes Gerais do REUNI, 2007. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/sesu/arquivos/pdf/diretrizesreuni.pdf>. Acesso em: 02 jun. 2015.

CAMPELLO, B. S. ______. Letramento informacional: função educativa do bibliotecário na escola. Belo Horizonte: Autêntica, 2009.

CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS. Disponível em: <http://www.cienciasemfronteiras.gov.br/web/csf/o-programa>. Acesso em: 28 fev. 2015.

COBO, C. De qué hablamos cuando nos referimos a “competencias para la innovación?” In: BERGMAM, J.; GRANÉ, M. (coord.). La universidad en la nube. Barcelona: LMI (Laboratori de Mitjans Interactius), Universitat de Barcelona, 2013. cap. 7. p. 145-171. Disponível em: <http://www.lmi.ub.edu/transmedia21/vol6/pag4.html>. Acesso em: 23 jul. 2014.

GASQUE, K. C. D. Arcabouço conceitual do letramento informacional. Ci. Inf., Brasília, DF, v. 39, n. 3, p. 83-92, set./dez., 2010. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ci/v39n3/v39n3a07.pdf>. Acesso em: 13 fev. 2014.

VIRKUS, S. Information Literacy in Europe: ten years later. Tallinn University, 2013. Disponível em: <http://ecil2013.ilconf.org/wp-content/uploads/2013/11/Virkus_ILinEurope.pdf>. Acesso em: 15 maio 2014.

WILSON, C. et al. Alfabetização midiática e informacional: currículo para formação de professores. Brasília: Unesco, UFTM, 2013. Disponível em: <http://www.unesco.org/new/pt/brasilia/communication-and-information/access-to-knowledge/media-and-information-literacy/ >. Acesso em: 31 out. 2014.

ZATTAR, M. O lugar da informação, do conhecimento e da aprendizagem no modelo de inovação aberta. 2011. 119 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia, Rio de Janeiro, 2011. Disponível em: <http://tede-dep.ibict.br/tde_busca/arquivo.php?codArquivo=79>. Acesso em: 10 out. 2013.

Publicado
2016-12-15
Seção
RELATOS DE PESQUISA