ENTRE O CANDOMBLÉ E A CULTURA: Edison Carneiro e os estudos culturais afro-brasileiros

Palavras-chave: Candomblé, Cultura, Negritude, Edison Carneiro

Resumo

Este artigo busca mostrar a importância da obra de Edison Carneiro, intelectual baiano e negro, que ao longo de sua vida debruçou-se sobre os estudos culturais e afro-brasileiros, principalmente no tocante às religiões de matrizes africanas. Para isso, se propõe a descrever sua biografia, e mostrar os percalços que o intelectual sofreu e ainda sofre por falta do (re)conhecimento. O trabalho pretende mostrar a relevância dos estudos que desempenhou ao longo de sua vida, e apresentar as contribuições e críticas que seus trabalhos desempenharam no campo da sociologia e antropologia.

Biografia do Autor

Anderson Santos Cordeiro, Universidade Federal da Paraíba

Graduando em Ciências Sociais, licenciatura plena, pela Universidade Federal da Paraíba - UFPB. Membro do Grupo de estudos e pesquisa em Pensamento Social e Político Brasileiro - ARIADNE. Tem interesses nas áreas de: Sociologia Brasileira, Pensamento social e Sociologia dos Intelectuais, atualmente se atendo a pesquisas sobre intelectuais negros, Projeto Unesco no Brasil e Gilberto Freyre.

Publicado
2020-12-10
Como Citar
CORDEIRO, A. S. ENTRE O CANDOMBLÉ E A CULTURA: Edison Carneiro e os estudos culturais afro-brasileiros. CAOS – Revista Eletrônica de Ciências Sociais, v. 2, n. 25, p. 170-188, 10 dez. 2020.