No embalo da suingueira: o uso da etnocartografia na investigação das redes sociais

  • Adriano de León UFPB

Resumo

A partir de uma etnocartografia, este texto lida com as experiências da masculinidade num clube de um bairro popular na cidade de João Pessoa, Paraíba. Ao longo de oito meses de vivência com um grupo de colaboradores(as), a investigação foi lastreada em conceitos como sujeito-posição, teoria ator-rede e masculinidade como performance de gênero. A pesquisa mostrou que a rede-rizoma CAC do Rangel é formada por um circuito que compreende as trajetórias dos atores-sujeitos no interior do clube e também na rua, por onde se prolonga a festa.

Biografia do Autor

Adriano de León, UFPB
Professor do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da UFPB. Temáticas: religiões e cultura; sistemas simbólicos; teorias de gênero; vida cotidiana; discurso.
Publicado
2015-06-30
Como Citar
León, A. de. (2015). No embalo da suingueira: o uso da etnocartografia na investigação das redes sociais. REVISTA DE CIÊNCIAS SOCIAIS - POLÍTICA & TRABALHO, 1(42). Recuperado de https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/politicaetrabalho/article/view/19003