Imagens do popular no Cariri: algumas notas à luz das obras de Geraldo Sarno e J. Figueiredo Filho

  • Roberto Marques Universidade Regional do Cariri

Resumo

O artigo propõe uma aproximação entre duas obras que tematizam o Cariri (CE) entre as décadas de 1960 e 1970: o curta-metragem Os Imaginários, do cineasta baiano Geraldo Sarno e o livro O Folclore no Cariri, do intelectual cratense J. de Figueiredo Filho. A partir da descrição e contextualização dos autores e das obras, busca-se perceber o lugar devotado em ambas aos personagens ali apresentados. Tenta-se demonstrar como entre as décadas de 1960 e 1970 a produção simbólica do Cariri como espaço distinto e particular, sob a inspiração do modelo estado-nação, foi conduzida a partir de processos de apagamento dos interlocutores e personagens apresentados nas obras analisadas. A partir de então, são propostos algumas sugestões metodológicas objetivando uma relação dialógica com os interlocutores das pesquisas em Ciências Sociais, a fim de se observar a produção narrativa da região incorporada em seus agentes.

Biografia do Autor

Roberto Marques, Universidade Regional do Cariri
Professor do departamento de Ciências Sociais da Universidade Regional do Cariri (URCA). Doutor em Antropologia Cultural pelo PPGSA/UFRJ.
Publicado
2015-06-30
Como Citar
Marques, R. (2015). Imagens do popular no Cariri: algumas notas à luz das obras de Geraldo Sarno e J. Figueiredo Filho. REVISTA DE CIÊNCIAS SOCIAIS - POLÍTICA & TRABALHO, 1(42). Recuperado de https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/politicaetrabalho/article/view/19928