PRÁTICAS MULTILETRADAS NA FORMAÇÃO DE LEITORES NA INFÂNCIA

  • Paulo Henrique Machado Universidade Tecnológica Federal do Paraná
  • Maria de Lourdes Rossi Remenche Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Resumo

O presente estudo tem como objetivo analisar as práticas multiletradas mobilizadas por Livros Literários Infantis digitais interativos em formato de Aplicativos (LLIA) que contribuem para a formação do leitor literário na infância. Para tanto, delimitou-se como corpus de análise a obra “Wuwu & Co.: a magical picture book”, vencedora do BolognaRagazzi Digital Award (Feira do Livro Infantil de Bolonha, Itália) de 2016, na categoria ficção digital. Trata-se de pesquisa qualitativo-interpretativista, cujo arcabouço teórico-metodológico ancora-se na concepção dialógica da linguagem, elaborada pelo Círculo de Bakhtin, nos estudos dos multiletramentos e nas análises multimodais de livros digitais de literatura infantil. Verificou-se que a presença de múltiplas combinações multimodais/multissemióticas nos LLIA, aliada à agentividade do leitor e às potencialidades das tecnologias digitais, demanda maior interatividade, além de acionar modos diferenciados de leitura que contribuem para a produção de sentido.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria de Lourdes Rossi Remenche, Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Doutora em Linguística pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (USP). Docente do Programa de Pós-Graduação em Estudos de Linguagens (PPGEL) da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR).
Publicado
2020-05-06
Como Citar
Machado, P. H., & Rossi Remenche, M. de L. (2020). PRÁTICAS MULTILETRADAS NA FORMAÇÃO DE LEITORES NA INFÂNCIA. PROLÍNGUA, 14(2), 139-153. https://doi.org/10.22478/ufpb.1983-9979.2019v14n2.48683