TRADUÇÃO:A Sociedade Taoísta do Brasil e a globalização do Daoismo da Ortodoxia Unitária

Autores

  • Daniel M. Murray
  • James Miller

Resumo

Fora de contexto cultural chinês, o Daoísmo é frequentemente associado a práticas de cultivo físico, tais como qìgōng ou tàijí quán, em vez de linhagens tradicionais de Quánzhēn ou Zhèngyī e como uma religião hierarquicamente organizada. A Sociedade Taoísta do Brasil, no entanto, é um exemplo de prática daoísta não chinesa associada à tradição Zhèngyī (Ortodoxia Unitária). Os Sacerdotes brasileiros ordenados pela Sociedade realizam rituais diante de uma congregação majoritariamente leiga e não chinesa. O resultado é uma forma cultural híbrida de prática daoísta que fornece uma visão sobre como o Daoísmo está se transformando através da globalização.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-12-22

Como Citar

MURRAY, D. M.; MILLER, J. TRADUÇÃO:A Sociedade Taoísta do Brasil e a globalização do Daoismo da Ortodoxia Unitária. Religare: Revista do Programa de Pós-Graduação em Ciências das Religiões da UFPB, [S. l.], v. 12, n. 2, p. 315–343, 2016. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/religare/article/view/27267. Acesso em: 10 dez. 2022.