AS PRÁTICAS CURRICULARES EM ESCOLA DA REDE MUNICIPAL DO RECIFE: OS FIOS E TRAMAS DA EDUCAÇÃO DAS RELAÇÕES ETNICORRACIAIS NO COTIDIANO ESCOLAR

Autores

  • Roseane Maria de Amorim
  • José Batista Neto

Palavras-chave:

Práticas curriculares, Cotidiano escolar, Educação das relações etnicorraciais

Resumo

Nossa intenção nesse artigo é problematizar algumas questões que foram levantadas a partir de uma tese de Doutorado realizado no Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Pernambuco e que teve como objeto de pesquisa as práticas curriculares cotidianas e as relações etnicorraciais na Rede Municipal de Recife. O intuito do trabalho é mostrar os fios e as tramas vividas no cotidiano de uma escola pública e como a educação das relações etnicorraciais é vivenciada no cotidiano escolar. Para tanto, realizamos entrevistas, fizemos observações das práticas cotidianas tanto da escola em sua totalidade, como da sala de aula. Buscamos apoio teórico no campo curricular e nos autores que discutem o cotidiano escolar. Fizemos a interpretação das narrativas/fragmentos e tentamos restituir os dizeres e fazeres de quem estão produzindo saberes no cotidiano das nossas escolas. Os dados apontam que nem sempre os profissionais estão atentos para a questão da educação das relações etnicorraciais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-04-06

Como Citar

AMORIM, R. M. de; BATISTA NETO, J. AS PRÁTICAS CURRICULARES EM ESCOLA DA REDE MUNICIPAL DO RECIFE: OS FIOS E TRAMAS DA EDUCAÇÃO DAS RELAÇÕES ETNICORRACIAIS NO COTIDIANO ESCOLAR. Revista Lugares de Educação, [S. l.], v. 1, n. 2, p. 288–310, 2012. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/rle/article/view/11647. Acesso em: 5 dez. 2022.