O PROCESSO DE GESTÃO DO CONHECIMENTO EM COMUNIDADES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM

Marcelo Pupim Gozzi

Resumo


O avanço do uso das redes de computadores, em especial a Internet, associado às facilidades trazidas pelas tecnologias de informação e comunicação, tem favorecido a expansão das interações entre pessoas dispersas geograficamente. Profissionais e estudantes têm aproveitado essas oportunidades de comunicação para o seu desenvolvimento pessoal e profissional, por meio da aprendizagem e conseqüente construção do conhecimento em rede, por meio da formação de comunidades virtuais. Nesse sentido, este artigo vem discutir os aspectos destas comunidades virtuais de aprendizagem que favorecem o processo de gestão do conhecimento. Por meio de pesquisas bibliográficas, tornou-se possível considerar que existe a possibilidade de desencadear um ciclo de gestão do conhecimento em comunidades virtuais orientadas para a aprendizagem, quando as pessoas que a compõe tenham interesses comuns, sentem-se a ela pertinentes e estejam dispostos a aprender, por meio da construção do conhecimento. Torna-se interessante, portanto, utilizar as comunidades virtuais de aprendizagem quando objetiva-se favorecer a construção de conhecimento de forma organizada e gerenciada.
Palavras-chave: gestão do conhecimento, comunidades, aprendizagem, mediação, tecnologia.

Palavras-chave


gestão do conhecimento; comunidades; aprendizagem; mediação; tecnologia.

Texto completo:

PDF


Locations of visitors to this page

Licença Creative Commons
Os originais publicados na Perspectivas em Gestão & Conhecimento estão disponibilizados de acordo com uma Licença Creative Commons 3.0 Brasil (obrigatoriedade de atribuição de créditos/vedado uso comercial/vedada criação de obras derivadas/permitida citação referenciada).
Perspectivas em Gestão & Conhecimento - PG&C, Cidade de João Pessoa, Estado da Paraíba, Brasil.
ISSN: 2236-417X (formato eletrônico).