Difusão de produtos informacionais

intersecções entre Linguagens Documentárias, Marketing e Arquivologia

  • Ednaldo de Brito Santos Universidade Federal da Paraíba
  • Ismaelly Batista dos Santos Silva Universidade Federal da Paraíba
Palavras-chave: Linguagens Documentárias, Arquivologia, Marketing, Produtos Informacionais, Difusão.

Resumo

As Linguagens Documentárias (LD) são um importante e já estabelecido recurso estratégico voltado a Organização e Tratamento da Informação (OTI). Neste sentido, o presente estudo, objetiva verificar o contexto das linguagens documentárias e seus produtos, bem como analisar interlocuções conceituais mediante a abordagem do Marketing para o contexto das LD na Arquivologia. A pesquisa está tipificada como sendo explicativa e toma por base o levantamento e revisão de literatura sob uma abordagem qualitativa que conta com a técnica de análise de conteúdo como insumo para interpretação dos dados coletados. Como resultados são apresentadas intersecções no contexto interdisciplinar das temáticas estudadas, nas quais, situa-se a análise da informação como etapa preliminar ao Marketing para que se possa trabalhar a difusão na área de Arquivologia. Por fim, conclui-se que mediante as etapas de tratamento e organização da informação no momento de análises das informações para compor as LD é possível inferir as estratégias de Marketing presentes na difusão dos produtos informacionais.

Biografia do Autor

Ednaldo de Brito Santos, Universidade Federal da Paraíba
Bacharel em Arquivologia pela Universidade Federal da Paraíba.
Ismaelly Batista dos Santos Silva, Universidade Federal da Paraíba
Mestra em Ciência da Informação pelo Programa de Pós Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal da Paraíba (PPGCI/UFPB). Graduada em Arquivologia e formada pela Escola Técnica de Saúde da da UFPB no curso Técnico em Biodiagnóstico, atuando nos seguintes temas: Preservação Documental; Produtos e Serviços de Informação; Inovação em Unidades de Informação; Desafios do Profissional Arquivista e Informação em Saúde.

Referências

AMARAL, Sueli Angélica do. Atividades de marketing na promoção de serviços de informação: pesquisa sobre o SONAR-INIS e o SERVIR-INIS do CIN/CNEN. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 6, n. 1, p. 75-96, jan./jun. 2001.

AMARAL, Sueli Angélica do. Marketing da informação na internet: ações de promoção. Campo Grande: UNIDERP, 2004.

AMARAL, Sueli Angélica do. Marketing da informação: entre a promoção e a comunicação integrada de marketing. Inf. & Soc.:Est., João Pessoa, v.18, n.1, p.31-44, jan./abr. 2008. Disponível em: <http://www.ies.ufpb.br/ojs2/index.php/ies/article/view/1636/1637>. Acesso em: 20 mai. 2019.

ASSIS, Wilson Martins de. Metodologia para construção de produtos de informação nas organizações, 2006. 251 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) - Escola de Ciência da Informação, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2006.

BELLOTTO, Heloísa Liberalli. Arquivos permanentes: tratamento documental. 2. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2004.

BOCCATO, Vera Regina Casari. A linguagem documentária como instrumento de organização e recuperação da informação. In: HOFFMANN, W. A. M.; FURNIVAL, A. C. (Org.). Olhar: ciência, tecnologia e sociedade. São Paulo: Pedro e João Ed., 2008. p. 269- 278.

BORGES, Mônica Erichsen Nassif. O essencial para a gestão de serviços e produtos de informação. Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, v. 5, n. 1, p. 115-128, jul./dez. 2007.

CAMPOS, Maria Luiza de Almeida. Linguagem Documentária: teorias que fundamentam sua elaboração. Niterói: EdUFF, 2001.

CIANCONI, Regina de Barros. Gestão de informação na sociedade do conhecimento. Brasília: SENAI/DN, 1999.

CÈ, Gaziella; PEDRAZZI, Fernanda Estudo de usuários como recurso para a difusão de um arquivo: o caso de uma Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre. Biblos: Revista do Instituto de Ciências Humanas e da Informação, Rio Grande, v. 25, n. 2, p. 75-89, jul./dez. 2011.

CINTRA, Anna Maria Marques. TÁLAMO, Maria de Fátima Gonçalves Moreira. LARA, Marilda Lopes Ginez de. KOBASHI, Nair Yumiko. Para entender as linguagens documentárias. 2. ed. São Paulo: Polis, 2002.

CZINKOTA, Michael R. Marketing: as melhores práticas. Porto Alegre: Bookman, 2001.

DRUCKER, Peter Ferdinand. Management: tasks, responsibilities, practices. Nova York: Harper and Row, 1973.

GALVÃO, Alexander. P. Da convergência tecnológica à convergência empresarial: o audiovisual como espaço de acumulação na era da digitalização. 1999. Tese (Doutorado) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1999.

GIL, Antônio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

KOBASHI, Nair Yumiko. Análise Documentária e representação da informação. Revista Informare, Rio de Janeiro, v. 2, n. 2, p. 5-27, 1996.

KOBASHI, Nair Yumiko. Fundamentos semânticos e pragmáticos da construção de instrumentos de representação de informação. Ciência da Informação, Brasília, v. 8, n. 6, p. 2, dez. 2007.

KOTLER, Philip. Administração de Marketing. 10. ed. São Paulo: Prentice Hall, 2000.

KOTLER, Philip. Administração de marketing: análise, planejamento, implementação e controle. 5. ed. São Paulo: Atlas, 1998.

LARA, Marilda Lopes Ginez de. Linguagem Documentária e Terminologia. Transinformação, Campinas, v. 16, n. 3, p. 231-240, set./dez. 2004.

LARA, Marilda Lopes Ginez de. Representação e linguagens documentárias: bases teórico-metodológicas. 1999. 280 f. Tese (Doutorado em Ciências da Comunicação) – Escola de Comunicação e Artes, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1999.

LEITÃO, Dorodame Moura. A informação como insumo estratégico. Ciência da Informação, Brasília, v. 22, n. 2, p. 118-123, maio/ago. 1993.

MARCHAND, Donald. A. Informações estratégicas. Gazeta Mercantil, São Paulo, n. 10, out. 1997.

MARCONDES, Carlos. Henrique.; GOMES, Sandra. Lúcia. Rebel. O impacto da Internet nas bibliotecas brasileiras. Transinformação, Campinas, v. 9, n. 2, p. 57-68, maio/ago. 1997.

MARTÍNEZ COMECHE, Juan. Aantônio. Teoria de información documental y las instituiciones documentales. Madri: Sínteses, 1995.

MARQUES, Cícero. Fernandes. Marketing para negócios empresariais. Curitiba: Fotolaser, 2008.

MCGEE, James. PRUSAK, Laurence. Gerenciamento estratégico da informação: aumente a competitividade e a eficiência de sua empresa utilizando a informação como a ferramenta estratégica. Rio de Janeiro : Campus, 1994.

MENEZES, Priscila. Lopes. O processo de difusão desenvolvido pelos arquivos públicos estaduais da região sul do Brasil. Ponto de Acesso, Salvador, v. 6, n. 3, p. 47-71, dez. 2012.

MINAYO, Maria Cecília. S.; SANCHES, Odécio. Métodos Qualitativos e Quantitativos: oposição ou complementaridade?. Caderno de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 9, n. 3, p. 239-262, jul./set. 1993.

MORAES, Roque. Análise de conteúdo. Revista Educação, Porto Alegre, v. 22, n. 37, p. 7-32, 1999.

NOVELLINO, Maria. Salet. Ferreira. A linguagem como meio de representação ou de comunicação da informação. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo horizonte, v. 3, n. 1, p. 137- 146, jul./dez. 1998.

PEREZ, Carlos. Blaya. Difusão dos arquivos fotográficos. Cadernos de Arquivologia, Santa Maria, v. 2, n.1, p. 7-23, 2005.

ROCKEMBACH, Moises. Difusão em arquivos: uma função arquivística, informacional e comunicacional. Informação Arquivística, Rio de Janeiro, v. 4, n. 1, p. 98-118, jan./jun. 2015.

ROUSSEAU, Jean-Yves.; COUTURE, Carol. Os Fundamentos da disciplina arquivística. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1998.

SANTOS, Vanderlei. Batista. A Prática arquivística em tempos de gestão do conhecimento. In:_ SANTOS, V. B. dos; INNARELLI, H. C.; SOUSA, R. T. B. de (Org.). Arquivística: temas contemporâneos. 3. ed. Distrito Federal: SENAC, 2009, p. 175-223.

SCHELLENBERG, Theodore R. Arquivos modernos: princípios e técnicas. 6. ed. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 2006.

SILVA, Rita de. Cássia. Portela da; CARDONA, Giane. Macial. Políticas de difusão do Programa de Gestão Documental do Sindicato das Indústrias da Construção Civil. Arquivistica.net, Rio de Janeiro, v. 1, p. 83-92, 2005.

SILVA, Ismaelly Batista dos Santos. Consultoria arquivística aplicada a gestão de produtos e serviços de informação no NDPI/UFPB. In: CONFERÊNCIA SOBRE TECNOLOGIA, CULTURA E MEMÓRIA, 26., 2013, Recife. Anais… Recife: UFPE, 2013. Disponível em: < http://www.liber.ufpe.br/ctcm2013/anais/files/7b.CAAGPSI_NDPI-UFPB.pdf >. Acesso em: 29 jun. 2018.

TÁLAMO, Maria de Fátima Gonçalves Moreira. Linguagem Documentária. Revista Palavra-Chave, São Paulo, v. 1. n. 25 p. 9-12, 1997.

VALENTIM, Maria Lígia. Pomim. Informação estratégica: insumo para tomada de decisão. Revista Palavra-Chave, São Paulo, n. 7. p. 5-6, 1994.

VOLPATO, Gilson. Luiz. BARRETO, Rodrigo. Egydo. UENO, Helene. Marico. VOLPATO, Enilze de Souza Nogueira. GIAQUINO, Percília Cardoso; FREITAS, Eliane Gonçalves de. Dicionário crítico para redação científica. Botucatu: Best Writing. 2013.

Publicado
2020-06-30
Como Citar
SANTOS, E. DE B.; DOS SANTOS SILVA, I. B. Difusão de produtos informacionais. Archeion Online, v. 7, n. 2, p. 43-61, 30 jun. 2020.
Seção
Artigos de Revisão