Iniciando em Hegel para compreender a Fenomenologia e o Existencialismo

  • Alfredo de Oliveira Moraes Universidade Federal de Pernambuco, UFPE
Palavras-chave: Existencialismo, Eu, Metafísica de base não-material, Fenomenologia, physis

Resumo

O autor pretende fazer considerações sobre o sistema de Hegel que possam enfatizar sua importância para um bom diálogo com pensadores contemporâneos a ele e outros mais recentes. especialmente, pensadores da Fenomenologia e do Existencialismo, desde alguns pontos principais tais como essência, existência, fenômeno, morte e conceitos como Eu, Mundo, Finitude; do ponto de vista do autor o pensamento de Hegel pode contribuir para incrementar a Filosofia atual sobre essas questões e assuntos essenciais; de modo especial, o autor ainda defende uma nova leitura do texto hegeliano desde a perspectiva de uma Metafísica fundada numa base não-material. Para tal apoiou a tessitura do texto numa moldura de citações constantes e sistemáticas extraídas das obras do próprio Hegel.

Biografia do Autor

Alfredo de Oliveira Moraes, Universidade Federal de Pernambuco, UFPE
Professor Adjunto do Departamento de Filosofia da UFPE, Consultor para Ética e Relações Humanas, ex- Presidente da Sociedade Hegel Brasileira (www.hegelbrasil.org), autor entre outros d’A Metafísica do Conceito, EDIPUCRS, 2003.

Referências

HEGEL, G. W. F. Fenomenologia do Espírito. Trad. Paulo Meneses. Edição revisada, Vol. único. Petrópolis, Vozes, 2002.

______. Enciclopédia das Ciências Filosófica em Compêndio. Vol. I – A Ciência da Lógica. Trad. Paulo Meneses. São Paulo, Loyola, 1995

______. Lecciones sobre la Filosofía de la Historia Universal. 5 ed., Madrid, Alianza Universidad, 1989.

HEIDEGGER, M. Ser e Tempo. Petrópolis, Vozes, 1988.

KOJÈVE, A. La Idea de la Muerte en Hegel. Buenos Aires. Editorial Leviatan, 1987.

MENESES, P. Para Ler a Fenomenologia do Espírito. São Paulo. Edições Loyola, 1985.

MERELAU-PONTY, M. Sentido y Sinsentido. Barcelona. Ediciones Península,1977.

Publicado
2015-02-18
Como Citar
Moraes, A. de O. (2015). Iniciando em Hegel para compreender a Fenomenologia e o Existencialismo. Aufklärung: Revista De Filosofia, 2(1), p.71-86. https://doi.org/10.18012/arf.2016.22926