Linguagem e Ação Comunicativa Um Introdução Fundamental à Teoria da Ação Comunicativa de Jürgen Habermas

Palavras-chave: Entendimento, Racionalidade, Linguagem, Ação

Resumo

Jürgen Habermas preconiza uma distinção clara e precisa entre uma noção complexa de racionalidade e o conceito restrito de racionalidade instrumental, a partir da qual torna-se possível assumir uma diferença entre a técnica e a prática, entre o progresso científico e o progresso da razão. A mesma preocupação em superar a leitura unilateral baseada no modelo da razão instrumental aparece no âmbito da teoria da ação. Nela Habermas assinala a distinção crucial entre o agir comunicativo e o agir estratégico, retomando a detalhada reflexão filosófica sobre os conceitos de trabalho e interação encontrados nas lições hegelianas de juventude.

Biografia do Autor

Manoel Ribeiro de Moraes Junior, Universidade do Estado do Pará Departamento de Filosofia e Ciências Sociais

Graduado em Teologia - STBSB

Graduado em Filosofia - UERJ

Mestre em Filosofia - UERJ

Doutor em Ciências da Religião - UMESP

Pos-Doutorado em Filosofia Política - UERJ

Pós-Doutorado em Filosofia Política - CeSoR - EHESS - CNRS

Referências

- ARAÚJO, L.B.L. Religião e modernidade em Habermas. São Paulo: Loyola, 1996.

- ARENDT, H. A condição humana. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1995.

- BARBOSA, R. C., Dialética da reconciliação. Estudo sobre Habermas e Adorno. Rio de Janeiro: UAPÊ, 1996.

- DURÃO, A B. A crítica de Habermas à dedução transcendental de Kant. Londrina-Passo Fundo: EdUEL/EdUPF, 1996.

- FERRY, J.-M. Philosophie de la communication I: De l’antinomie de la verité à la fondation ultime de la raison. Paris: Cerf, Coll. ‘Humanités’, 1994.

- FERRY, Luc. Filosofía Política. El derecho: la nueva querella de los antiguos y los modernos. Mexico: Fondo de cultura económica, 1991. (Vol. 1).

- HABERMAS, J. Consciência moral e agir comunicativo. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1989.

- HABERMAS, J. Vorstudien und Ergänzugen zur Theorie des Kommunikativen Handelns (1984): Teoria de la acción comunicativa: complementos y estudios previos. Madrid: Cátedra, 1989.

- HABERMAS, J. De l’éthique de la discussion. Paris: cerf, 1992.

- HABERMAS, J. Direito e democracia: entre fatos e normas. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1997.

- HABERMAS, Jürgen. Entrevista con la New Left Review in: Ensayos Políticos. Barcelona, Ed. Penísula, 1994.

- HABERMAS, J. Pensamento Pós-Metafísico. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1990.

- HABERMAS, J.Der philosophische Discurs der Moderne (1985): O discurso filosófico da modernidade. Lisboa, Publicações Dom Quixote, 1990.

- HEIDEGGER, M. Fim da filosofia in: Conferências e escritos filosóficos. São Paulo: Abril Cultural, 1994, pp. 65-81.

- HERRERO, F.X. “Razão kantiana entre o logos socrático e a pragmática transcendental”. Síntese Nova Fase, 52 (1991): 12-43.

- LYOTARD, J. F. A Condição Pós-moderna. Rio de Janeiro: José Olympio, 1998.

- LYOTARD, J. F. Moralidades pós-modernas. Papirus: Campinas, 1996.

- McCARTHY, Thomas: “Reflexiones sobre la racionalización en La teoria fe la acción comunicativa” in: BERNSTEIN, Richard J. (Org.): Habermas y la modernidad. Madri: Catedra, 1994.

- McCARTHY, T., La teoría crítica de Jürgen Habermas, Tecnos, Madrid, 1987

- OLIVEIRA, Manfredo Araújo. Heidegger e o fim da filosofia in: A filosofia na crise da modernidade. São Paulo: Loyola, 1989.

- OLIVEIRA, Manfredo Araújo. Sobre a fundamentação. Porto Alegre: EDIPUCRS, 1993.

- WITTGEINSTEIN, L Investigações filosófica. São Paulo: Nova cultural, 1991

Publicado
2018-12-29
Como Citar
de Moraes Junior, M. R. (2018). Linguagem e Ação Comunicativa Um Introdução Fundamental à Teoria da Ação Comunicativa de Jürgen Habermas. Aufklärung: Revista De Filosofia, 5(3), p.155-166. https://doi.org/10.18012/arf.2016.42240