Linguagem, Mente e Inteligência Artificial: um estudo sobre o pensamento de John Searle

Palavras-chave: Inteligência; Mente; Consciência; Semântica; Linguagem

Resumo

O presente artigo estudará o pensamento de John Searle sobre linguagem, mente a inteligência artificial. Ele será dividido em três seções, nas quais serão investigadas a crítica de Searle à Inteligência Artificial Forte mediante Argumento do Quarto Chinês, as críticas dos adversários de Searle ao Argumento do Quarto Chinês e, por fim, a influência de J. L. Austin sobre a filosofia da mente de serliana.

Biografia do Autor

Daniel Artur Emidio Branco, Universidade Federal do Ceará, UFCE

Doutor em filosofia pela Universidade Federal do Ceará, UFC

Referências

BORGONI, Daniel. Uma Análise do Argumento do conhecimento de Frank Jackson. Kínesis, Vol. V, n° 09, Julho 2013, p. 47-61.

CHALMERS, David. ‘Consciousness and the Philosophers’: An Exchange. David J. Chalmers, reply by John R. Searle. In response to: Consciousness & the Philosophers from the March 6, 1997 issue.

CANAL, Rodrigo. Quatro objeções de John Searle ao cognitivismo. Kínesis, Vol. I, n° 01, Março-2009, p.171-185.

FESER. Edward. From Aristotle to John Searle and Back Again: Formal Causes, Teleology, and Computation in Nature. Nova et Vetera, English Edition, Vol. 14, No. 2 (2016): 459–494.

FILHO, Maxwell. O Experimento de Pensamento do Quarto Chinês: a Crítica de John Searle à Inteligência Artificial Forte. Argumentos, Ano 2, N°. 3 – 2010.

______, Maxwell. Naturalismo Biológico: a solução dualista de John Searle para o problema mente-corpo. Dissertação apresentada ao Curso de Mestrado em Filosofia da Universidade Federal do Ceará. Fortaleza, 2010.

GUIMARÃES, André. Uma reposta funcionalista ao Argumento do Quarto Chinês de Searle. COGNITIO-ESTUDOS: Revista Eletrônica de Filosofia São Paulo, Volume 7, Número 2, julho - dezembro, 2010, pp. 132-140.

LYRA, Carlos. O Naturalismo Biológico de Searle e a Relação Mente-cérebro. Psicologia: Teoria e Pesquisa Jan-Mar 2016, Vol. 32 n. 1, pp. 7-15.

MARCONDES, Danilo. A Teoria dos Atos de Fala como concepção pragmática de linguagem. Filosofia Unisinos 7(3):217-230, set/dez 2006.

RAMACHANDRAN, V. S. O que o cérebro tem para contar: Desvendando os mistérios da natureza humana. Trad. br. Maria Luiza X. de A. Borges. Ler Livros, São Paulo, s/d.

SEARLE, John. Expression and Meaning: Studies in the Theory of Speech Acts. Cambridge University Press, IK, 2005.

_______, SEARLE. Mind: A Brief Introduction. Oxford University Press, Oxford, 2004.

SMITH, Barry. John Searle. Cambridge University Press, UK, 2003.

Publicado
2020-06-07
Como Citar
Daniel Artur Emidio Branco. (2020). Linguagem, Mente e Inteligência Artificial: um estudo sobre o pensamento de John Searle. Aufklärung: Revista De Filosofia, 7(1), p.91-98. https://doi.org/10.18012/arf.v7i1.47242