O conceito hegeliano de religião

  • Marcos Fábio Alexandre Nicolau Universidade Estadual Vale do Acaraú
Palavras-chave: Espírito Absoluto, Representação, Finito/Infinito

Resumo

Nosso texto propõe uma breve exposição sobre a concepção hegeliana de religião presente nas Vorlesungen Über Die Philosophie Der Religion (Lições Sobre a Filosofia da Religião). Compreendendo a religião como uma das formas de autoexpressão do Espírito Absoluto no mundo, Hegel apresenta uma compreensão processual das religiões na história, convergente com sua proposta lógico-dialética do real. Para tal, elencamos passagens chave dessas Lições em sua sistemática formulação do conceito de religião. Por fim, enfatizamos ser o mesmo o resultado das diferentes “representações” da divindade na história e cultura humanas que, ainda que divergentes em suas formas de expressão, trazem como unidade o fato de ser a experiência que cada situação humana, individual ou coletiva, impôs nesse processo de realização do Espírito Absoluto no mundo.

Biografia do Autor

Marcos Fábio Alexandre Nicolau, Universidade Estadual Vale do Acaraú

Doutor em Educação pela Faculdade de Educação da Universidade Federal do Ceará – FACED/UFC. Bolsista de Produtividade em Pesquisa BPI/FUNCAP. Professor Adjunto do Curso de Filosofia e do Mestrado Acadêmico em Filosofia da Universidade Estadual Vale do Acaraú – UVA. Coordenador do Laboratório de Estudos Hegelianos – LEH/UVA-CNPq.

Publicado
2020-06-07
Como Citar
Marcos Fábio Alexandre Nicolau. (2020). O conceito hegeliano de religião. Aufklärung: Revista De Filosofia, 7(1), p.141-150. https://doi.org/10.18012/arf.v7i1.49630