Catalogação de Jogos Eletrônicos

Resumo

A pesquisa aborda a catalogação de jogos eletrônicos. Tem como objetivo analisar as normas definidas pelo Resource Description and Access (RDA) para catalogação de jogos eletrônicos. Apresenta algumas diferenças entre o Código de Catalogação Anglo-Americano 2ª edição (AACR2) e o RDA. Por meio de uma pesquisa bibliográfica, com caráter exploratório, lista e conceitua elementos considerados importantes para catalogar jogos eletrônicos. Faz uma releitura das regras de catalogação do RDA para jogos eletrônicos, apresentando-as de forma mais simples. Aplica as regras de catalogação para descrever alguns itens. Apresenta as principais dificuldades encontradas para a catalogação de jogos e sugere um maior aprofundamento sobre os conceitos envolvidos acerca do RDA e suas funcionalidades para a catalogação de jogos eletrônicos, bem como o desenvolvimento de pesquisas empíricas que demonstrem os problemas e vantagens do uso do RDA para a descrição de jogos eletrônicos.

Biografia do Autor

Jackson Salm
Universidade Federal de Santa Catarina Centro de Ciências da Educação Departamento de Ciência da Informação
Araci Isaltina de Andrade Hillesheim
Universidade Federal de Santa Catarina Centro de Ciências da Educação Departamento de Ciência da Informação

Referências

ARANHA, Gláucio. O processo de consolidação dos jogos eletrônicos como instrumento de comunicação e de construção de conhecimento. Cien. Cogn., Rio de Janeiro, v. 3, n. 1, p. 10-20, nov. 2004. Disponível em: http://www.cienciasecognicao.org/revista/index.php/cec/article/view/473. Acesso em: 28 abr. 2017.

BAPTISTA, Dulce. Catalogação: uma revolução em curso. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 9., 2008, São Paulo. Anais eletrônicos [...] São Paulo: ANCIB, p. 1-9. Disponível em: http://www.enancib2008.com.br/. Acesso em 18 abr. 2017.

CERVO, Amado Luiz; BERVIAN, Pedro Aicino; SILVA, Roberto da. Metodologia científica. 6. ed. São Paulo: Pearson, 2007.

GROAT, Greta de. A History of Video Game Cataloging in U.S. Libraries. Cat Classif Q, v. 53, n. 2, p. 135-156, 2015. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1080/01639374.2014.954297. Acesso em: 24 jun. 2017.

JETT, Jacob et al. A conceptual model for vídeo games and interactive media. J Assoc Inf Sci Technol, v. 63, n. 3, p. 505-517, mar. 2016. Disponível em: https://doi.org/10.1002/asi.23409. Acesso em: 14 nov. 2017.

LEE, Jin Ha; CLARKE, Rachel Ivy; PERTI, Andrew. Empirical Evaluation of Metadata for Video Games and Interactive Media. J Assoc Inf Sci Technol, v. 66, n. 12, p. 2609-2625, 2015. Disponível em: https://doi.org/10.1002/asi.23357. Acesso em: 28 out. 2017.

MACHADO, Raquel Bernadete; PEREIRA, Ana Maria. Aspectos da catalogação e do RDA: contribuições teóricas da literatura nacional e internacional. Enc. Bibli: R. Eletr. Bibliotecon. Ci. Inf., v. 22, n.49, p. 89-101, maio/ago., 2017. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/1518-2924.2017v22n49p89. Acesso em: 28 out. 2017.

MEY, Eliane Serrão Alves; SILVEIRA, Naira Christofoletti. Catalogação no plural. Brasília: Briquet de Lemos/Livros, 2009.

OLIVER, Chris. Introdução à RDA: um guia básico. Tradução de Antonio Agenor Briquet de Lemos. Brasília, DF: Briquet de Lemos/Livros, 2011.

OWENS, Trevor. Yes, the Library of Congress has video games: An interview with David Gibson. The Signal. [S.l.], 26 set. 2012. Disponível em: https://blogs.loc.gov/thesignal/2012/09/yes-the-library-of-congress-has-video-games-an-interview-with-david-gibson/. Acesso em 23 jun. 2017.

PICCO, Paola. El objeto de la catalogación en el marco de las FRBR y el nuevo código de catalogación. Enc. Bibli: R. Eletr. Bibliotecon. Ci. Inf., Florianópolis, v. 14, n. 28, p. 150-162, 2009. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/1518-2924.2009v14n28p150. Acesso em: 23 jun. 2017.

RDA TOOLKIT: Resource Description & Access. [S.l.], 2010. Disponível em: http://access.rdatoolkit.org/. Acesso em: 20 out. 2017.

SANTOS JÚNIOR, Roberto Lopes dos; NUNES, Vanderson Monteiro. Estudo da preservação digital dos videogames sob o viés da arquivologia. Inf. & Soc.: Est., João Pessoa, v.26, n.3, p. 31-46, set./dez. 2016. Disponível em: http://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/ies/article/view/29322/16867. Acesso em: 3 maio 2017.

SANTOS, Plácida Leopoldina Ventura Amorim da Costa; CORRÊA, Rosa Maria Rodrigues. Catalogação: trajetória para um código internacional. Niterói: Intertexto, 2009.

SILVA, Eliana Barboza de Oliveira et al. Conceituação e aplicação do novo padrão para descrição bibliográfica Resource Description and Access (RDA). CRB-8 Digital, São Paulo, v. 5, n. 1, p. 113-123, jan. 2012. Disponível em: http://revista.crb8.org.br/index.php/crb8digital/article/viewFile/74/76. Acesso em: 5 out 2017.

TILLETT, Barbara. Visão geral do esboço da Declaração dos Princípios de Catalogação. [S.l. : s.n.], 2007. Disponível em: http://www.imeicc5.com/download/portuguese/Presentations4_Cataloguing%20principles-IME%20ICC%20overview_BT_Port.pdf. Acesso em 15 jun. 2017.

Publicado
2019-08-07
Seção
ARTIGOS DE REVISÃO