“PSICOFÓBICO?! EU!?”

UMA ANÁLISE DA PSICOFOBIA NA PERCEPÇÃO DE RECRUTADORES ORGANIZACIONAIS

  • Victória Alves unifamaz
  • Nayane Silva
  • Jordam Texeira
  • Me. Marina Nascimento Unifamaz

Resumo

Hoje grande parte da população se enquadra em algum tipo de transtorno mental. Observada esse crescente, surge o conceito de psicofobia, no qual trata-se do preconceito com pessoas portadoras de transtornos mentais. Diante essa realidade, o meio para ingresso no ambiente organizacional sofre interferências e possíveis contingências na decisão de um recrutador. O artigo objetiva analisar o posicionamento do gestor de recursos humanos diante pessoas com transtornos psicológicos no processo de recrutamento e seleção. A pesquisa é exploratória de abordagem qualitativa a partir de entrevistas semiestruturadas utilizando a técnica projetiva dado a sensibilidade do tema. Coletados os dados, realizou-se uma análise de conteúdo a fim de codificar e categorizar os grupos dos treze participantes deste estudo. Como resultado foram encontradas 3 (três) categorias que demonstram sentimentos de empatia pelo próximo, contudo há a presença da imparcialidade e a predisposição a psicofobia. O entendimento desses resultados contribuirá para um novo olhar sobre a questão da inserção dessas pessoas no mercado de trabalho.

Biografia do Autor

Victória Alves, unifamaz

Bacharela em administração de empresas graduada pelo Centro Universitário Metropolitano da Amazônia - UNIFAMAZ, contemplada pelo Programa Universidade para Todos - PROUNI, Pós-graduanda em gestão financeira, auditoria e controladoria no Instituto Nacional de Educação e Extensão - INEX, contemplada pelo Programa Nacional de Pós-Graduação Social - PRONAPÓS. 

Nayane Silva

Bacharela em administração de empresas pelo Centro Universitário Metropolitano da Amazônia - UNIFAMAZ.

Jordam Texeira

Acadêmico de administração de empresas pelo Centro Universitário Metropolitano da Amazônia - UNIFAMAZ.

Me. Marina Nascimento, Unifamaz

Mestre de Administração na Universidade da Amazônia (2016) com período sanduíche na Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas (FGV/EAESP) pelo Projeto do Programa Nacional de Cooperação Acadêmica PROCAD (2015). Bacharel em Administração na Universidade da Amazônia - UNAMA com período sanduíche na Evangelische Hochschule na Alemanha pelo programa UNIBRAL (2013-2014), no projeto "Educação para Sustentabilidade". Bolsista Programa de Iniciação Científica do CNPQ (2012-2013). Professora do curso de administração no Centro Universitário Metropolitano da Amazônia (UNIFAMAZ).

Publicado
2020-07-02
Seção
Pesquisas científicas