PEDAGOGIAS DA ESCUTA: RELAÇÕES ENTRE AUDIÇÃO, VOZ, CORPO E IMAGINÁRIO NO TRABALHO DO ATOR

Autores

  • Ana Wegner

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.2177-8841.2017v8n1.34913

Resumo

O presente artigo aborda a questão do desenvolvimento da escuta na interpretação teatral a partir do trabalho de preparação vocal de atores de Cicely Berry, Zygmunt Molik, Kristin Linklater e Gloria Beuttenmüller. Em suas práticas de ensino e criação, estes pedagogos e artistas expandem consideravelmente a noção de escuta, elaborando um pensamento que pode contribuir a muitas interrogações sobre a auralidade e, por conseguinte, sobre o fenômeno sonoro para além das artes cênicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-06-21

Como Citar

WEGNER, A. PEDAGOGIAS DA ESCUTA: RELAÇÕES ENTRE AUDIÇÃO, VOZ, CORPO E IMAGINÁRIO NO TRABALHO DO ATOR. MORINGA - Artes do Espetáculo, [S. l.], v. 8, n. 1, 2017. DOI: 10.22478/ufpb.2177-8841.2017v8n1.34913. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/moringa/article/view/34913. Acesso em: 29 maio. 2024.

Edição

Seção

VOZ PARA O ATOR