JACQUES RANCIÈRE E A MODERNIDADE DO MOVIMENTO

Autores

  • Osvaldo Fontes Filho UNIFESP

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.2177-8841.2019v10n2.49829

Resumo

Este texto expõe alguns momentos da reflexão de Jacques Rancière em torno de uma “contra história da modernidade artística”, segundo a qual uma concepção renovada do movimento e da ação dramática teria surgido nos espetáculos de variedades e de dança em fins do século XIX, com reflexos na mecânica das performances no cinema mudo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-12-16

Como Citar

OSVALDO FONTES FILHO. JACQUES RANCIÈRE E A MODERNIDADE DO MOVIMENTO. MORINGA - Artes do Espetáculo, [S. l.], v. 10, n. 2, 2019. DOI: 10.22478/ufpb.2177-8841.2019v10n2.49829. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/moringa/article/view/49829. Acesso em: 27 jan. 2023.

Edição

Seção

Diálogos e fronteiras