SE O ORDINÁRIO OCUPA O PALCO (E A SALA DE AULA)

  • André Magela

Resumo

O presente artigo analisa algumas peças teatrais quanto ao modo como expõem elementos do comum e do ordinário, oriundos da vida cotidiana, sugerindo implicitamente ao espectador uma percepção mais teatral de sua vida, e fomentando a produção de outras possibilidades de viver, alternativas aos modos hegemônicos de sentir. E estas peças podem ser subsídios a modos de ver a arte e a produção artística que sejam interessantes para a educação teatral em escolas.
Publicado
2019-12-16
Como Citar
ANDRÉ MAGELA. SE O ORDINÁRIO OCUPA O PALCO (E A SALA DE AULA). MORINGA - Artes do Espetáculo, v. 10, n. 2, 16 dez. 2019.
Seção
Diálogos e fronteiras