ENEGRECER, SABOTAR A MEMÓRIA

Autores

  • Edélcio Mostaço Universidade do Estado de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.2177-8841.2020v11n1.53478

Resumo

O artigo trata do espetáculo Preto, estreado pela companhia brasileira de teatro em 2018. Partindo da fala da atriz negra Grace Passô, ele articula, através de uma construção performática, rizomas, acontecimentos e novos agenciamentos sobre a memória do racismo no Brasil. Sua construção en abyme subverte a percepção tradicional do tempo histórico, introduzindo a tensão deleuziana entre o virtual e o real.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-06-21

Como Citar

MOSTAÇO, E. ENEGRECER, SABOTAR A MEMÓRIA. MORINGA - Artes do Espetáculo, [S. l.], v. 11, n. 1, 2020. DOI: 10.22478/ufpb.2177-8841.2020v11n1.53478. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/moringa/article/view/53478. Acesso em: 3 dez. 2022.

Edição

Seção

Epistemologia da cena