OBJETO DESCONTÍNUO

o estado de regulagem, as tarefas operacionais e os procedimentos dirigidos por biosinais

Autores

  • Gustavo Garcia da Palma Universidade Federal do ABC

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.2177-8841.2020v11n1.53482

Resumo

O artigo discute neurocomputação da performatividade, propondo os conceitos de: tarefas operacionais dirigidas por biosinais, procedimentos dirigidos por biosinais, e Olhar Investigativo, inspirados nas obras de M. Ortiz e E. Konijn, M. Kirby, R. Schechner e E. Fischer-Lichte, S. Pinker e A. Damásio. A performance Objeto Descontínuo (2013) exemplifica o uso poético de um Eletroencefalograma (Emotiv) como Interface Cérebro-Computador (ICC) para a criação de Dramaturgia Digital.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-06-21

Como Citar

GARCIA DA PALMA, G. OBJETO DESCONTÍNUO: o estado de regulagem, as tarefas operacionais e os procedimentos dirigidos por biosinais. MORINGA - Artes do Espetáculo, [S. l.], v. 11, n. 1, 2020. DOI: 10.22478/ufpb.2177-8841.2020v11n1.53482. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/moringa/article/view/53482. Acesso em: 3 dez. 2022.

Edição

Seção

Instrumentos e métodos