O PROJETO DE INDEPENDÊNCIA DO BRASIL NA PEÇA TEATRAL, O JESUÍTA (1861), DE JOSÉ DE ALENCAR

Autores

  • Denise Rocha Universidade Federal de Uberlândia – UFU

Resumo

O Jesuíta (1861), a última peça teatral escrita por José de Alencar (1829-1877), foi uma encomenda para as comemorações da Independência do Brasil feita pelo renomado artista João Caetano (1863), que recusou o papel. Somente em 1875, ano da célebre “Questão Religiosa”, por causa da intransigência da igreja com o Estado, foi encenada a peça no Theatro São Luiz, do Rio de Janeiro. O fracasso de público, motivado pelo anacronismo do tema histórico e pelos ânimos antieclesiásticos, motivou uma querela entre Alencar e Joaquim Nabuco. O objetivo do artigo é apresentar a trajetória do médico Samuel, que ocultava sua condição de vigário da Companhia de Jesus no Brasil, e planejava com doutrinações pela proclamação da independência brasileira, mas foi confrontado com a ordem de expulsão dos jesuítas, expedida pelo Marquês de Pombal, em 1759.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-12-10

Como Citar

ROCHA, D. O PROJETO DE INDEPENDÊNCIA DO BRASIL NA PEÇA TEATRAL, O JESUÍTA (1861), DE JOSÉ DE ALENCAR. MORINGA - Artes do Espetáculo, [S. l.], v. 13, n. 2, 2022. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/moringa/article/view/65079. Acesso em: 13 jul. 2024.

Edição

Seção

Diálogos e fronteiras