O Impacto da Universidade Corporativa no Âmbito Organizacional: estudo de caso na Concessionária Chevroltet

  • Gleicy Kelly Faculdade Internacional da Paraiba
  • Alessandra Oliveira Universidade Potiguar
Palavras-chave: Universidade Corporativa. Concessionária. Chevrolet

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo principal discorrer sobre o tema Universidade Corporativa, mais diretamente analisar os impactos das ações que a mesma causa na organização e na rotina de trabalho dos colaboradores da concessionária Chevrolet.  Foi feita uma pesquisa analítica, literária e comportamental, baseado nos autores que escrevem a respeito do tema e na forma de comunicação da Universidade Corporativa com os seus colaboradores respectivamente. Foram analisados também os aspectos facilitadores, obstáculos encontrados e identificar a aplicabilidade do que é abordado nos cursos e na rotina profissional de cada participante.

Biografia do Autor

Gleicy Kelly, Faculdade Internacional da Paraiba
Bacharel em Administração de Empresas, Especialista em Gestão Estratégica de Pessoas.
Alessandra Oliveira, Universidade Potiguar

Docente da Universidade Potiguar, Mestre em Psicologia pela UFRN, MBA em Gestão Empresarial pela FGV e Especialização em RH pela UNP.

Referências

CHIAVENATO, Idalberto, TGA vol. 2, 6ª ed., ver e atualizada – Rio de Janeiro: Elsevier 2002, 11ª - impressão.

COUTINHO, Afrânio. Universidade, Instituição Critica. Rio de Janeiro: Civilização

Brasileira, 1977.

CRAINER, Stuart. O Estilo Jack Welch de Gerir: As 10 Lições de um dos maiores Executivos

da História. São Paulo: Gente, 2009.

EBOLI, Marisa. Universidades setoriais unem empresas, 2004.

____________. Educação corporativa no Brasil: mitos e verdades. São Paulo: Editora Gente, 20

EBOLI, Marisa. Universidades setoriais unem empresas. Disponível em: http://www.fia.com.br/admpauta/152b/univ_setoriais.htm. Acesso em: 25 de setembro de 2007.

FLEURY, M. T. L. A gestão de competência e a estratégia organizacional. In. ___________. As pessoas na organização. São Paulo: Gente, 2002.

FLEURY, A., FLEURY, M. T. L. Estratégias empresariais e formação de competências: um quebra cabeças caleidoscópico da indústria brasileira. Rio de Janeiro: Atlas, 2004, Adaptado de: NEVES, Rebeca, A importância da gestão de competências para a inteligência competitiva.

FOCHESATTO, Sidnei Alberto; Quadros Maria Suelena Pereira de. Educação Corporativa. Curitiba: IESDE Brasil S.A. , 2012, 208 p.

GIL, Antônio Carlos. Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. São Paulo: Atlas, 1999.

GUNS, Bob. A ORGANIZAÇÃO QUE APRENDE RÁPIDO: Seja competitivo utilizando o aprendizado organizacional. São Paulo: Adaptado de: www.administradores.com.br

GREENSPAN, A. The interaction of education and economic change. The

Region, Minneapolis, v. 13, n. 1, p. 6-10, 1999.

KIERNAN, Matthew J. OS 11 MANDAMENTOS DA ADMINISTRAÇÃO DO SÉCULO XXI. São Paulo, Adaptado de: www.administradores.com.br

LOMBARDI, José Claudinei. SAVIANI, Demerval. SANFELICE, José Luís (orgs.). Capitalismo, trabalho e educação. Campinas, SP: Autores Associados, HISTERDBR, 2002. – Coleção educação contemporânea.

MALVEZZI, S. Do taylorismo ao comportamentalismo: 90 anos de desenvolvimento

de recursos humanos. In: BOOG, G. G. Manual de Treinamento

e Desenvolvimento. ABTD. São Paulo: Makron Books, 1999. p. 15-34.

MEISTER, J. C. Educação corporativa: a gestão do capital intelectual através

das universidades corporativas. São Paulo: Makron Books, 1999.

MEISTER, Jeanne C. Educação corporativa. Makron do Brasil, 1999.

MUNDIM, Ana Paula Freitas. Desenvolvimento de produtos e educação Corporativa.

ed. São Paulo: Atlas, 2002.

PONTUAL, C. Evolução do treinamento empresarial. In: BOOG, G.

(Coord.) Manual de Treinamento e Desenvolvimento ABTD. São Paulo:

McGraw-Hill, 1980. p. 1-12.

RAMOS, Marise Nogueira de. A pedagogia das competências: autonomia ou adaptação? São Paulo: Cortez, 2001.

RICARDO, Eleonora Jorge (org.). Gestão da educação corporativa. 1.ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007.

SILVA; Tomaz Tadeu da. Documentos de identidade: uma introdução às teorias do currículo. 2.ed. Belo Horizonte: Autentica, 2003.

http://www.chevrolet.com.br/chevrolet-world/news/gm-e-chevrolet--88-anos-de-atividades-no-brasil-em-ritmo-de-expa.html, acessado em 24 de março de 2014.

Publicado
2014-05-11
Seção
Relatos de Pesquisa