ANÁLISE DO USO DA SIMULAÇÃO EMPRESARIAL BASEADA EM DINÂMICA DE SISTEMAS COMO FERRAMENTA DE ENSINO EM ADMINISTRAÇÃO NO BRASIL

  • Isabela Ferreira Andrade Universidade Federal de Uberlândia
  • Jean Carlos Domingos Faculdade de Gestão e Negócios Universidade Federal de Uberlândia
  • Cristiano Henrique Antonelli da Veiga Faculdade de Gestão e Negócios Universidade Federal de Uberlândia
Palavras-chave: Dinâmica de sistemas. Simulação. Jogos empresariais. Ensino e pesquisa em administração.

Resumo

Apresenta uma revisão bibliográfica sobre a utilização da simulação baseada em dinâmica de sistemas (System Dynamics) como ferramenta pedagógica no ensino de Administração no Brasil. Buscou-se classificar a utilização da dinâmica de sistemas como mediação pedagógica dividida entre simuladores e jogos empresariais. Apesar de reconhecerem as vantagens do uso da dinâmica de sistemas para o ensino e a aprendizagem, as Instituições de Ensino Superior (IES), a utilizam como complemento da prática de ensino tradicional. Constatou-se, dentre outros pontos, que o desenvolvimento das práticas de ensino com emprego da dinâmica de sistemas no Brasil encontra-se em fase inicial, uma vez que essas propostas são ainda proposições teóricas que devem ser consideradas para a geração de formas mais apropriadas à prática pedagógica. Para que isto ocorra, haveria necessidade de modernização dos currículos, e qualificação de professores e de recursos educacionais desenvolvidos para atividades dos estudantes, de modo a viabilizar a implementação prática de ensino mediado pela dinâmica de sistemas para que a sua aplicação alcance outros resultados na formação dos futuros administradores.

Biografia do Autor

Isabela Ferreira Andrade, Universidade Federal de Uberlândia
Graduada em Administração pela Faculdade de Gestão e Negócios na Universidade Federal de Uberlândia.
Jean Carlos Domingos, Faculdade de Gestão e Negócios Universidade Federal de Uberlândia
Professor Adjunto do Departamento de Operações e Sistemas da Faculdade de Gestão e Negócios na Universidade Federal de Uberlândia.
Cristiano Henrique Antonelli da Veiga, Faculdade de Gestão e Negócios Universidade Federal de Uberlândia
Professor Adjunto do Departamento de Operações e Sistemas da Faculdade de Gestão e Negócios na Universidade Federal de Uberlândia.

Referências

ACKOFF, R. L. Creating the corporate future. New York: John Willey & Sons, 1981.

ALESSI, S. Designing educational support in system-dynamics-based interactive learning environments. Simulation & Gaming, New York, v. 31, n. 2, p. 178-196, jun. 2000.

¬¬¬¬______; KOPAINSKY, B. System dynamics and simulation/gaming: overview. Simulation & Gaming, New York, v. 46, jul. 2015.

ALMEIDA, Rosiney Rocha; ARAÚJO Júnior, Carlos Fernando; FRANÇA, Meire Pereira. O uso do tablet para a representação de conceitos de genética: proposta e análise com base na Teoria da Atividade. Novas Tecnologias Educacionais, v. 13, n. 1, jul. 2015.

AMBRÓSIO, B. G. et al. D. Apoio à tomada de decisão na gestão de pessoas em projetos de software com base em modelos de simulação. Revista Eletrônica de Sistemas de Informação, Florianópolis, v. 12, n. 1, jan./maio 2013.

¬¬¬¬¬¬______; BRAGA, J. L.; PEREIRA, M. O. UFVBeerGame: Intermediando o aprendizado em cadeias de fornecimento com simulação e jogos empresariais. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO, 17., 2006, Brasília. Anais... Porto Alegre: SBC, 2006, p. 317-326.

ANASTASIOU, L. G. C.; ALVES, L. P. Processos de ensinagem na universidade: pressupostos para estratégias de trabalho em aula. 8. ed. Joinville: UNINILLE, 2009.

ANDERSON JÚNIOR, E. G.; MORRICE, D. J. A simulation game for teaching service-oriented supply chain management: Does information sharing help managers with service capacity decisions? Production and Operations Management, v. 9, n. 1, p. 40–55, 2000. Disponível em:< https://www.scopus.com/inward/record.uri?eid=2-s2.0-0039337431&partnerID=40&md5=fa7659b8a1364561728916255417746b>. Acesso em: 05 jun. 2017.

AÑEZ, M. E. M et al. Aplicação da simulação empresarial no ensino da graduação. GEPROS, Bauru, v. 2, p. 43-49, 2007a.

¬¬¬______ et al. Avaliação da compreensão sistêmica dos alunos de administração através do uso do simulador ‘Livraria do Gestor’. In: ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO: A ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL: INTEGRANDO TECNOLOGIA E GESTÃO, 29., 2009, Salvador. Anais... Salvador: ABEP, 2009a.

______ et al. Software de simulação empresarial: ferramenta de apoio ao ensino da Administração. In: SIMPÓSIO DE GESTÃO DA INOVAÇÃO TECNOLÓGICA, 24., 2006, Gramado. Anais... Gramado: ANPAD, 2006.

______ et al. Visão baseada em recursos dinâmicos: estudo das contribuições da área de Dinâmica de Sistemas (DS) para a Teoria da Visão Baseada em Recursos (VBR). Revista Ibero-americana de Estratégia, São Paulo, v. 8, n. 1, p. 102-114, jan./jun. 2009b.

______. Modelagem e simulação empresarial aplicada ao ensino da Administração. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE DINÂMICA DE NEGÓCIOS, 1., 2007, Brasília. Anais... Brasília: SBDS, 2007b.

______; MEDEIROS JUNIOR, J. V.; OLIVEIRA, F. P. S. Análise da compreensão sistêmica de alunos de administração durante experimento com simulador de cadeia de suprimentos. In: SIMPOSIO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO, 15., 2008, Bauru. Anais... Bauru: UNESP, 2008.

______; OLIVEIRA, F. P. S.; SOUZA, R. L. R. Simulação da dinâmica do "jogo da cerveja" através do software de modelagem e simulação empresarial. In: SIMPÓSIO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO, 8., 2006. Bauru. Anais... Bauru: UNESP, 2006.

ANGERHOFFER, B. J.; ANGELIDES, M. C. System dynamics modelling in supply chain management: Research Review. Winter Simulation Conference, Orlando, v. 1, p. 342-351, dez. 2000.

BALABAN, M. et al. The evaluation of a constructive modeling and simulation approach in teaching management skills. In: ANNUAL SIMULATION SYMPOSIUM, 48., 2015, San Diego. Anais… San Diego: Society for Computer Simulation International, 2015, p. 102-110.

BAUER, M. A. L. Os paradoxos da administração: ambiguidades e desafios no ensino e aprendizagem de administração. Revista ANGRAD. Salvador, v. 5, n. 4, p. 41-58, out./dez.2004.

BEHRENS, M. A. O paradigma da complexidade na formação e no desenvolvimento de professores universitários. Revista Educação, Porto Alegre, v. 63, n. 3, p. 439-455, set./dez. 2007.

BELHOT, R. V.; FIGUEIREDO, R. S.; MALAVÉ, C., O. O uso da simulação no ensino de engenharia. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE EDUCAÇÃO EM ENGENHARIA, 29., 2001, São Paulo. Anais... São Paulo: ABENGE, 2001, p. 445-451.

BERGAMASCHI FILHO, E.; PAULA, A. P. L. Análise da utilização de simuladores organizacionais como ferramenta de promoção da visão sistêmica de graduandos em Administração. Gestão e Conhecimento, São Carlos, v. 1, p. 521-538, 2012.

______; PAULA, A. P. L.; SANTOS, G. G. Análise da eficiência de ferramentas de simulação organizacional enquanto facilitadoras da aplicação de teorias para o curso de graduação em administração. In: CONGRESSO VIRTUAL BRASILEIRO DE ADMINISTRAÇÃO, 8., 2011, Florianópolis. Anais... Florianópolis: Instituo Pantex de Pesquisa, 2011.

BOUZADA, M. A. C. O impacto da estratégia de centralização de estoques: uma análise em um laboratório de logística. Reuna, v. 18, n. 3, p. 41-56, 2013.

BRITO, T. B.; BOTTER, R. C. Uma comparação conceitual entre as metodologias de simulação discreta e a contínua como elemento impulsionador da simulação híbrida. Revista Eletrônica Pesquisa Operacional para o Desenvolvimento, v. 6, n. 2, p.202–225, 2014.

BURREL, G.; MORGAN, G. Sociological Paradigms and Organisational Analysis: elements of the sociology of corporate life. London: Ashgate Publishing Limited, 2005.

CALDAS, M. A. F.; LIMA, R. L.; AZEREDO, S. Um jogo de empresas aplicado à área de logística. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE PESQUISA OPERACIONAL, 35., 2003, Natal. Anais... Natal: SOBRAPO, 2003.

CANNON, H. M.; SCHWAIGER, M. The role of company reputation in business simulations. Simulation and Gaming, v. 36, n. 2, p. 188–202, 2005. Disponível em: <http://doi.org/10.1177/1046878105275136>. Acesso em: 05 jun. 2017.

CAPRA, F. A teia da vida: uma nova compreensão científica dos sistemas vivos. São Paulo: Cultrix, 1996.

CARRÃO, A. M. R.; MONTEBELO, M. I. L. Os conceitos de teoria e prática na concepção dos egressos do curso de administração. Revista ANGRAD, v. 10, n. 3, jul./ago./set. 2009.

CARREIRO, E. U. P.; OLIVEIRA, M. A. Jogo de Empresas em gestão de projetos: aplicação em uma multinacional automobilistica . Revista Pensamento Contemporâneo em Administração, v. 9, n. 4, p. 69-82, 2015.

CHECCHINATO, D. Modelagem de problemas logísticos sob o enfoque de sistemas dinâmicos: o caso do jogo da cerveja. 2002. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção e Sistemas)- Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2002.

CLARK, T. S.; KENT, B. M. Forecasting: exercises to enhance learning from business simulations. Decision Sciences Journal of Innovative Education, v. 11, n. 2, p. 159–164, 2013. Disponível em: <http://doi.org/10.1111/dsji.12000>. Acesso em: 05 jun. 2017.

CLOSS, L. Q.; ARAMBURU, J. V.; ANTUNES, E. D. Produção científica sobre o ensino em administração: uma Avaliação Envolvendo o Enfoque do Paradigma da Complexidade. Revista Gestão.Org, Recife, v. 7, n. 2, p. 150-169, Maio-Ago 2009.

COLL, C. Psicologia e educação: aproximação aos objetivos e conteúdos da psicologia da educação. In: ______.; PALACIOS, J.; MARCHESI, A. (Orgs.) Desenvolvimento psicológico e educação: psicologia da educação. Porto Alegre: Artes Médicas, 1996. v. 2. p. 7-21.

CONSELHO FEDERAL DE ADMINISTRAÇÃO. Disponível em: <http://www.cfa.org.br/servicos/publicacoes/pesquisa-perfil-2011.pdf>. Acesso em: 04 mar. 2016.

DANTAS, A.; BARROS, M; WERNER, C. Treinamento experimental com jogos de simulação para gerentes de projeto de software. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE ENGENHARIA DE SOFTWARE, 2004, Brasília. Anais... Porto Alegre: SBC, 2004, p. 23-38.

DAVIDSEN, P. I.; SPECTOR, J. M. Critical reflections on system dynamics and simulation/gaming. Simulation & Gaming, New York, v. 46, n. 3-4, p. 430-444, Jun-Ago 2015.

DIAS, G. P. P.; SAUAIA, A. C. A.; YOSHIZAKI, H. T. Y. Estilos de aprendizagem Felder-Silverman e o aprendizado com jogos de empresa. Revista de Administração de Empresas, v. 53, n. 5, p. 469-484, 2013.

DUBÉ, J. P.; HITSCH, G. J.; MANCHANDA, P. An empirical model of advertising dynamics. Quantitative Marketing and Economics, v. 3, n. 2, p. 107-144, 2005. Disponível em: <http://doi.org/10.1007/s11129-005-0334-2>. Acesso em: 05 jun. 2017.

FERNANDES, A. C. Dinâmica de sistemas e business dynamics: tratando a complexidade em ambiente de negócios. In: ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DA PRODUÇÃO, 21., 2001, Salvador. Anais... Salvador: ABEPRO, 2001.

FERNANDES, A. C. et al. Construção de um jogo de logística com o uso de dinâmica de sistemas. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE PESQUISA OPERACIONAL, 27., 2005. Anais... Gramado: SOBRAPO, 2005.

FIGUEIREDO, J. C. B. Modelo computacional para simulação de aplicações da teoria das restrições. Revista Alcance, Biguaçu, v. 18, n. 2, p. 19-31, abr./jun. 2010.

FIGUEIREDO, R. S.; MASUDA, G. B. Desenvolvimento de um simulador dinâmico manual de uma cadeia de distribuição para estudar um sistema submetido ao arquétipo denominado ‘crescimento e sub-investimento’, 2001, Salvador. In: ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO. 21., 2001.Anais... Salvador: ABEPRO, 2001.

______; SAITO, J. R.; ZAMBOM, A. C. A introdução da simulação como ferramenta de ensino e aprendizagem, 2001, Salvador. In: ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO. 21., Anais... Salvador: ABEPRO, 2001.

FISCHER, T. Uma luz sobre as práticas docentes na pós-graduação: a pesquisa sobre ensino e aprendizagem em Administração. Revista de Administração Contemporânea, Curitiba, v. 10, n. 4, p. 193-197, out./dez. 2006.

FORRESTER, J. W. Learning through system dynamics as preparation for the 21st century: keynote address for systems thinking and dynamic modelling conference for k-12 education. Massachusetts: MIT, 1994.

______. The beginning of system dynamics. McKinsey Quarterly, p. 4-17, 1995.

FREEZE, R. D.; SCHMIDT, P. J. To Use or Not to Use-ERP Resistance is the Question: the roles of tacit knowledge and complexity. Decision Sciences Journal of Innovative Education, v. 13, n. 2, p. 247–272, 2015. Disponível em: <http://doi.org/10.1111/dsji.12059>. Acesso em: 05 jun. 2017.

GAVIRA, M. O. et al. O emprego de system dynamics no ensino e treinamento. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA, 30., 2002, Piracicaba. Anais.. Piracicaba: ABREPO, 2002.

GIL, A. C. métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

GOLD, S. System-dynamics-based modeling of business simulation algorithms. Simulation and Gaming, v. 36, n. 2, p. 203–218, 2005. Disponível em: <http://doi.org/10.1177/1046878104272433>. Acesso em: 05 jun. 2017.

GOODMAN, M. R. Study notes in system dynamics. Portland: Productivity Press, 1989.

HONAISER, E. H. R.; SAUAIA, A. C. A. Desenvolvimento e aplicação de um modelo para previsão de demanda em jogos de empresas. RAC-Eletrônica, v. 2, n. 3, p. 470-485, 2008.

KASPER, H. O processo de pensamento sistêmico: um estudo das principais abordagens a partir de um quadro de referência proposto. 2000. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção)- Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, 2000.

KOPAINSKY, B. et al. Effect of prior exploration as an instructional strategy for system dynamics. Simulation & Gaming, New York, v. 46, n. 3-4, p. 293-321, jun. 2015.

KUNC, M. H.; MORECROFT, J. D. W. Competitive dynamics and gaming simulation: lessons from a fishing industry simulator. Journal of the Operational Research Society, v. 58, n. 9, p. 1146–1155, 2007. Disponível em: <http://doi.org/10.1057/palgrave.jors.2602246>. Acesso em: 05 jun. 2017.

______. Teaching strategic thinking using system dynamics: lessons from a strategic development course. System Dynamics Review, v. 28, n. 1, p. 28-45, jan. 2012.

LACRUZ, A. J. Jogos de empresas: considerações teóricas. Caderno de Pesquisas em Administração, São Paulo, v. 11, n. 4, p. 93-109, out./dez. 2004.

LI, Y. M.; JHANG-LI, J.-H.; CHENG, D. Y. Reward mechanisms for P2P VoIP networks. Information Technology and Management, v. 11, n. 2, p. 91–105, 2010. Disponível em> <http://doi.org/10.1007/s10799-010-0070-5>. Acesso em: 05 jun. 2017.

LOPES, L. S. P. Modelo de apoio à aprendizagem de gestão de cadeia de suprimentos utilizando a metodologia system dynamics. 2009. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção)- Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2009.

MARTINELLI, D. P.; VENTURA, C. A. A. Visão sistêmica e administração: conceitos, metodologias e aplicações. São Paulo: Saraiva, 2006.

MASETTO, M. T. Reconceptualizando o processo ensino-aprendizagem no ensino superior e suas consequências para o ambiente de aula. In: ENCONTRO NACIONAL DE DIDÁTICA E PRÁTICA DE ENSINO, 1998, Águas de Lindóia. Anais... Águas de Lindóia:ENDIPE, 1998.

MEDEIROS JÚNIOR, J. V.. Elaboração do mapa de recursos: processo de apoio ao planejamento de um novo negócio de Internet. Revista de Administração Mackenzie, v. 16, n. 5, p. 226-256, 2015.

MOREIRA, A. R.; TIRABASSI, P. H.; DOGO, V. R. Desenvolvimento de jogo educativo digital para estimular o processo de aprendizagem. In: SIMPÓSIO INTERDISCIPLINAR DE TECNOLOGIAS NA EDUCAÇÃO, 1., 2015, Boituva. Anais... Boituva: IFSP, 2015.

MOREIRA, D. A.; ALENCAR, E. E. S.; LIMA, A. G. Executor de modelos baseados em fluxos e estoques. In: CONGRESSO NORTE NORDESTE DE PESQUISA E INOVAÇÃO, 7., 2012, Palmas. Anais... Palmas: IFTO, 2012.

MOTTA, G. S.; QUINTELLA, R. H. A utilização de jogos e simulações de empresas nos cursos de graduação em administração no estado da Bahia. Revista Eletrônica de Administração, Porto Alegre, v. 18, n. 2, p. 317-338, maio/ago. 2012.

NASCIMENTO, L. B.; ARAÚJO, V. P. Práticas de ensino e aprendizagem aplicadas na disciplina de Administração de Materiais do curso de Administração da UFPB. In: XIII SIMPÓSIO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO, 8., 2006, Bauru. Anais... Bauru: UNESP, 2006.

NORONHA, D. P.; FERREIRA, S. M. P. Revisões de literatura. In: CAMPELLO, B. S.; CENDÓN, B. V.; KREMER, J. M. (Org.). Fontes de informação para pesquisadores e profissionais. Belo Horizonte: UFMG, 2000, p. 191-198.

OLIVEIRA, M. A.; ALVES, C. L. C. Política de preços no desempenho de empresas: um estudo com simulador organizacional de estratégia. Sociedade, Contabilidade e Gestão, v. 7, n. 1, p. 140-155, 2012.

PROTIL, R. M. Utilização de simuladores empresariais no ensino de Ciências Sociais Aplicadas: um estudo na República Federal da Alemanha. Revista Economia, Curitiba, v.31, n.2, p. 113-134, jul./dez. 2005.

RAMOS, F.; JUNCO, M. D. L. A.; ESPINOSA, E. Soccer strategies that live in the B2B world of negotiation and decision-making. Decision Support Systems, v. 35, n. 3, p. 287–310, 2003. Disponível em:<http://doi.org/10.1016/S0167-9236(02)00083-0>. Acesso em: 05 jun. 2017.

RIBEIRO, R. P.; SAUAIA, A. C. A.; FOUTO, N. M. M. D. Custos e economias de escala em um jogo de empresas. RACE: revista de administração, contabilidade e economia, v. 13, n. 2, p. 663-690, 2014.

ROSAS, A. R.; SAUAIA, A. C. A. Modelo conceitual de decisões no estágio de criação de um negócio: base para construção de um simulador para jogos de empresas. Revista de Administração Contemporânea, v. 13, n. 4, p. 663-682, 2009.

SANTOS, B. S. Um discurso sobre ciências. 7. ed. São Paulo: Cortez, 2010.

SANTOS, M. R. G. F.; LOVATO, S. Os jogos de empresas como recurso didático na formação de administradores. RENOTE, Porto Alegre, v. 5, n. 2, dez. 2007.

SAUAIA, A. C. A. Laboratório de gestão: simulador organizacional, jogos de empresa e pesquisa aplicada. 3. ed. Barueri: Manole, 2013.

______; OLIVEIRA, M. A. Decomposição do desempenho organizacional em um jogo de empresas. Revista Eletrônica de Estratégia & Negócios, v. 4, n. 1, p. 158-182, 2011.

SENGE, P. M. A quinta disciplina: A arte e prática da organização que aprende. 29. ed. Rio de Janeiro: Best Seller, 2013.

SILVA, A. M.; SAUAIA, A. C. A. Aferição do poder de mercado: um estudo experimental com os modelos ECD e NOIE. Revista de Economia e Administração, v. 12, n. 4, p. 456-479, 2013.

SILVA, S. S.; OLIVEIRA, M. A.; MOTTA, G. S. Jogos de empresas e método do caso: contribuições ao processo de ensino e aprendizagem em administração. Administração: Ensino e Pesquisa, v. 14, n. 4, p. 677-705, 2013.

SOUZA, C. R. Jogos de empresa: explorando as vantagens e desvantagens do método no ensino da Administração de Empresas. Sinergia, São Paulo, v. 16, n. 1, p. 29-33, jan./mar. 2015.

SPECTOR, J. M. System dynamics and interactive learning environments: lessons learned and implications for the future. Simulation & Gaming, New York, v. 31, n. 4, p. 528-535, dez. 2000.

STAVE, K. A., BECK, A.; GALVAN, C. Improving Learners’ Understanding of Environmental Accumulations through Simulation. Simulation & Gaming, v. 46, n. 3/4, p. 270–292, 2015. Disponível em: <http://doi.org/10.1177/1046878114531764>. Acesso em: 05 jun. 2017.

STERMAN, J. D. Business dynamics: systems thinking and modeling for a complex world. Boston: Irwin McGraw-Hill, 2000.

THURSTON, E. K. Enabling systems thinking in the ‘mesonic millenium’: the need for systemic methodologies for conceptual learning in undergraduate management education. Journal of Management Education, v. 24, n. 1, p. 10-31, fev. 2000.

TOMITA, F. S. et al. Desenvolvimento de um simulador dinâmico para aprendizado e análise crítica de implementação do sistema ERP. In: ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO, 20., 2000, Florianópolis. Anais... Florianópolis: ABEPRO, 2000.

VASCONCELLOS, M. J. E. O pensamento sistêmico: O novo paradigma da ciência. 7. ed. Campinas: Papirus, 2008.

VEIGA, C. H. A. Atividade didática em Comércio Exterior: uma abordagem entre custo e sustentabilidade. Administração: ensino e pesquisa, v. 16, n. 1, p. 179-207, 2015. Disponível em: < http://dx.doi.org/10.13058/raep.2015.v16n1.212>. Acesso em: 05 jun. 2017.

______; ZANON, L. B.; ZUCATTO, L. C. Ação didática de ensino simulado: uma pesquisa-ação acerca do conteúdo de MRP. Administração: ensino e pesquisa, v. 15, n.2, p. 381-414, 2014. Disponível em: < http://dx.doi.org/10.13058/raep.2014.v15n2.27>. Acesso em: 05 jun. 2017.

ZAJDSZNAJDER, L. Experiências educacionais no ensino de Administração. In: ENCONTRO ANUAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, 5., 1981, Curitiba. Anais... Curitiba: ANPAD, 1981.

Publicado
2018-04-12
Seção
Artigos de Revisão