SECAS, DESERTIFICAÇÃO E POLÍTICAS PÚBLICAS NO SEMIÁRIDO NORDESTINO BRASILEIRO

  • Ibrahim Soares Travassos
  • Bartolomeu Israel de Souza
  • Anieres Barbosa da Silva

Resumo

O presente artigo é fruto de leituras sobre dois dos principais problemas do semiárido nordestino: as secas e a desertificação. O primeiro já é bastante conhecido e debatido, enquanto que o segundo ganhou notoriedade a partir da primeira metade da década de 1990. Procuramos assim analisar as políticas públicas de implementadas pelo o Estado nacional brasileiro no combate a seca e a desertificação. Os resultados mostram que as políticas de combate a seca, ainda não foram capazes de reproduzir os resultados esperados desde a sua implantação, acreditamos que o conflito de interesses e as formas de enxergar o fenômeno seja a principal causa do seu fracasso. Já as políticas de combate a desertificação, tem apresentado alguns avanços, porém tímidos, principalmente devido a demora por parte do governo federal em implantar ações teoricamente previstas, no plano nacional de combate aos efeitos da desertificação.
Publicado
2013-06-11
Seção
Artigos