PROPRIEDADE DA TERRA, TRABALHO E TERRITÓRIO: o processo de destruição e reinvenção dos territórios do Povo Negro na Comunidade de Gurugi, Paraíba

  • Karoline dos Santos Monteiro
  • María Franco Garcia

Resumo

A resistência e/ou reinvenção do povo negro no Brasil teve origem no início do regime escravista. Uma das primeiras e mais importantes formas de resistência do negro cativo no Brasil foi à formação dos quilombos. Essa forma de resistência, que ocorreu em todo o país, desenvolveu-se durante a vigência do regime escravista e resistiu a ele. As comunidades quilombolas, hoje, lutam pela garantia de seu cotidiano, pela reprodução de seus modos de vida característicos, pelo direito ao acesso e permanência na terra negada historicamente e consolidado com a instituição da Lei de Terras de 1850 e, principalmente, pela consolidação de um território próprio como condição primordial para sua sobrevivência.
Publicado
2012-06-20
Seção
Artigos