CONFLITOS SOCIOAMBIENTAIS, TENSÕES E RESISTÊNCIA: UMA ANÁLISE DE EMBATES NO TERRITÓRIO DA BACIA DO RIO DOCE – BRASIL

  • Bruno Costa da Fonseca Universidade Federal de Viçosa
  • Marcelo Leles Romarco de Oliveira

Resumo

O território da bacia do Rio Doce possui um longo histórico de apropriação e exploração de seus recursos naturais, colocando em lados opostos e divergentes grupos sociais em disputa. Destarte, este artigo tem por objetivo mapear os principais conflitos socioambientais e os atores sociais envolvidos, tomando como objeto de análise a bacia do Rio Doce. Para tanto, foram utilizados como procedimentos metodológicos pesquisa bibliográfica, documental e de campo. Com efeito, os conflitos foram classificados em tipologias e analisados sob a perspectiva dos atores sociais envolvidos, de sua relação com o urbano/rural e dos impactos socioambientais incutidos no processo. A título de considerações finais, ressaltamos que os embates mapeados no território da bacia do Rio Doce professam dualidades e assimetria de poderes entre os grupos sociais envolvidos, reflexo de um contexto de desenvolvimento econômico insustentável e da exploração dos recursos naturais desordenada.
Publicado
2014-12-06
Seção
Artigos