PRODUÇÃO DE MUDAS DE CRAIBEIRA (Tabebuia áurea) PARA PLANTIO NAS ÁREAS EM PROCESSO DE DESERTIFICAÇÃO: EXPERIÊNCIA VIVENCIADA

  • Josimar Araújo Medeiros E. E. Prof. Raimundo Silvino da Costa Base de Pesquisa Espaço e Sociedade (UFRN/CERES/CAMPUS DE CAICÓ)
  • Igsson Rauan Chianca Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Palavras-chave: mitigação, desertificação, semiárido.

Resumo

A vegetação do bioma Caatinga vem sendo impactada com a constante ação antrópica. A pesquisa em tela tem como foco o envolvimento de um pool de atores sociais no processo de produção de mudas de craibeira (Tabebuia áurea), para distribuição, sem ônus, à população com o intuito de contribuir na revegetação do espaço rural e urbano. Um total de 500 sementes foram coletadas e plantadas em duas sementeiras. A emergência foi da ordem de 385 sementes, perfazendo 77%. Após 30 dias foram transplantadas para embalagens plásticas permanecendo em local sombreado e sendo irrigadas diariamente uma vez. Após 60 dias, 190 mudas se encontravam vivas, perfazendo 49 %. Nesse ensejo, foi disponibilizada para doação à comunidade. Todas as etapas do projeto foram realizadas na unidade de produção de mudas do município de São José do Seridó. O desenvolvimento da pesquisa contou com a participação da sociedade civil e do poder público. As mudas foram doadas a entes públicos e privados.

Biografia do Autor

Josimar Araújo Medeiros, E. E. Prof. Raimundo Silvino da Costa Base de Pesquisa Espaço e Sociedade (UFRN/CERES/CAMPUS DE CAICÓ)
Geógrafo, Esp. em Bioeoclogia, Ms. em Engenharia sanitária
Igsson Rauan Chianca, Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Licenciado em Geografia
Publicado
2016-09-18
Seção
Tópicos OKARA