DETERMINAÇÃO DA SUSCETIBILIDADE CLIMÁTICA À DESERTIFICAÇÃO PARA OS MUNICÍPIOS BAIANOS DE JUAZEIRO, CASA NOVA, SOBRADINHO E CURAÇÁ

  • Saulo Medrado dos Santos
  • Brauliro Gonçalves Leal
  • Tatiana Ayako Taura
Palavras-chave: Espacialização, Evapotranspiração, Déficit Hídrico, Desertificação

Resumo

O trabalho teve por objetivo gerar o Índice de Aridez (IA) através do cálculo do Balanço Hídrico Climatológico Normal (BHC) e com este apresentar os níveis de suscetibilidade climática para os municípios alvo do estudo. Utilizou-se para isso as médias mensais da temperatura compensada do ar e precipitação pluviométrica de um total de oito estações meteorológicas para o período de 1970-2013. Dos dados obtidos com o cálculo do BHC, foram caracterizadas as médias mensais e anuais de temperatura e pluviosidade, o IA, a classificação climática para cada uma das estações e suscetibilidade à desertificação para a região de influência das mesmas. O Índice de aridez calculado confirmou a classificação climática como semiárido e na relação com a suscetibilidade, determinou-se o nível de desertificação como alta na maior parte da região estudada.
Publicado
2016-09-18
Seção
Artigos