ESTADO, POLÍTICAS PÚBLICAS E TERRITÓRIOS RURAIS

  • Nayana Ruth Figueiredo Universidade Federal da Paraíba
  • Ivan Targino Moreira Universidade Federal da Paraíba
Palavras-chave: erritório, Assentamento, Capital, Financeiro

Resumo

O artigo tem como objetivo fazer uma reflexão teórica sobre o papel do Estado nas economias capitalistas e sobre o impacto das políticas públicas sobre os territórios rurais. O estudo parte da concepção de que sob o modo de produção capitalista o estado tem uma dupla função: incentivar o processo de acumulação e se legitimar perante a população. Nesse sentido, as políticas públicas voltadas para o mundo rural devem propiciar a acumulação de capital no processo produtivo agrícola e ao mesmo tempo buscar o apoio da população rural para o projeto do Estado capitalista. As políticas de sustentação aos territórios rurais inscrevem-se nessa dupla preocupação: dar sustentação ao agronegócio e incorporar a produção familiar à dinâmica do mercado, de um lado, e propiciar os meios para a sustentação da agricultura familiar como mecanismo de obter sustentação política desse segmento produtivo, de outro lado.

Biografia do Autor

Nayana Ruth Figueiredo, Universidade Federal da Paraíba
Estudo concentrados nas áreas de Geografia Agrária
Ivan Targino Moreira, Universidade Federal da Paraíba
Professor Doutor do Departamento de Economia
Publicado
2017-07-16
Seção
Artigos