A PERCEPÇÃO ESPACIAL PRESENTE NOS MAPAS MENTAIS DE ALUNOS INGRESSANTES NO CURSO DE GEOGRAFIA LICENCIATURA – UFSM, 2015

  • Natália Lampert Batista UFSM
  • Maurício Rizzatti UFSM
  • Roberto Cassol UFSM
  • Elsbeth Léia Spode Becker UNIFRA
Palavras-chave: Cartografia Escolar, Ensino de Geografia, Percepção Espacial.

Resumo

O presente artigo tem como objetivo compreender a percepção espacial de alunos ingressantes no curso de Geografia da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), do ano de 2015, por meio da análise de mapas mentais embasada na “Metodologia Kozel”. Os sujeitos da pesquisa são 21 alunos matriculados na disciplina GCC 182 - Geografia e Ensino I, no ano de 2015, na UFSM. Com base nos resultados apresentados, verificou-se que os alunos ingressantes do curso de Geografia Licenciatura da UFSM possuem diferentes entendimentos espaciais, porém predomina uma percepção em construção e fragmentária, evidenciando uma alfabetização cartográfica incompleta durante o Ensino Básico que reflete na compreensão espacial dos mesmos no Ensino Superior.

Biografia do Autor

Natália Lampert Batista, UFSM
Doutoranda em Geografia pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Maurício Rizzatti, UFSM
Graduando em Geografia pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Roberto Cassol, UFSM
Professor Dr. do Departamento de Geografia da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Elsbeth Léia Spode Becker, UNIFRA
Professora Drª. do Curso de Geografia e do Mestrado em Ensino de Humanidades e Linguagens do Centro Universitário Franciscano
Publicado
2017-07-16
Seção
Artigos