LIVROS DIDÁTICOS E IMPRESSOS PEDAGÓGICOS COMO FONTE DE PESQUISA PARA A HISTÓRIA DA DISCIPLINA ESCOLAR GEOGRAFIA

  • Maria Deusia Lima Ângelo
  • Joseane Abílio de Sousa Ferreira
  • Angélica Mara de Lima Dias

Resumo

Neste artigo, trazemos a discussão sobre o estudo da Geografia escolar a partir de fontes documentais internas e externas à própria disciplina, destacando o livro didático como documento interno e os impressos pedagógicos como documentos externos. Exploramos, em especial, o recorte temporal entre as últimas décadas do século XIX e primeira metade do século XX, com o objetivo de identificar questões que revelem traços da cultura e dos saberes escolares no período em estudo e levantar elementos que permitam conhecermos as possíveis mudanças e permanências que se delineiam historicamente no processo de constituição da disciplina escolar Geografia. A perspectiva teórico-metodológica que fundamenta nossas reflexões se orienta a partir dos pressupostos da história das disciplinas escolares. Partimos do princípio de que os saberes inerentes às disciplinas resultam de uma dinâmica constituída no âmbito escolar, ao mesmo tempo em que absorve elementos externos ao espaço escolar. Este pressuposto nos possibilita reconhecer e valorizar o papel dos livros didáticos e dos impressos pedagógicos, dentre outras fontes, na constituição do estatuto da Geografia escolar, fazendo destes documentos importantes fontes capazes de revelar elementos históricos, políticos, culturais e educacionais característicos de determinados contextos temporais e espaciais.
Publicado
2016-10-29
Seção
Artigos